Investimento em fontes renováveis garante redução de custos e preserva o meio ambiente

A Yale® disponibiliza em seu portfólio equipamentos com baterias de chumbo-ácido e íon lítio, focando, de forma intensa, no suporte ao cliente que opta pela mudança da combustão para energia elétrica. (Foto: reprodução/Yale)

Investimento em fontes renováveis garante redução de custos e preserva o meio ambiente

Empresas se alinham na busca pelo desenvolvimento sustentável adotando novas tecnologias e processos industriais limpos

Hoje em dia, mais do que nunca, o uso de acumuladores de energia é de extrema importância quando se fala em rapidez, segurança, sustentabilidade e economia. A Yale, marca inovadora no mercado de empilhadeiras e movimentação de materiais, está atenta ao movimento global de investimento em energia elétrica e opera com equipamentos baseados em fontes renováveis que podem proporcionar, a médio e longo prazo, economias consideráveis no custo de operações que envolvam estes tipos de equipamentos.

O Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) emitiu, em 2020, um Relatório de Tendências Globais de Investimento em Energia Renovável, em parceria com a Bloomberg NFE, comprovando haver redução de custos com a instalação de fontes de energia limpa. Segundo os estudos reportados no mencionado relatório, esta redução de custo representa uma oportunidade de recuperação econômica, ocasionada pela crise gerada pelo novo Coronavírus.

Marcel Rangel de Barros, Gerente de Contas Nacionais da Yale®, comenta que existe uma forte movimentação no mercado em direção à eletrificação e à migração do combustível GLP | diesel para energia elétrica. “As empresas estão, cada vez mais, preocupadas em se alinhar com os objetivos de desenvolvimento sustentável e adotar tecnologias e processos industriais limpos. Esse é um caminho sem volta e em constante evolução. No Brasil é uma realidade a migração do GLP | diesel para energia elétrica usando as baterias de chumbo-ácido em empresas de médio e pequeno porte, enquanto as de maior porte vêm investindo nas de íon-lítio, devido à sua capacidade operacional”, ressalta Barros.

Suporte na transferência de tecnologia

A Yale® disponibiliza em seu portfólio equipamentos com baterias de chumbo-ácido e íon lítio, focando, de forma intensa, no suporte ao cliente que opta pela mudança da combustão para energia elétrica.

A empresa entende que estar com o cliente nesse processo, esclarecendo sobre as vantagens e as adequações necessárias, irá ajudar para que ele faça isso de forma consciente. É importante ressaltar que a melhor tecnologia a ser adotada por uma empresa é definida pela sua realidade, o que inclui tamanho e o tipo da operação, a dimensão da frota, etc.

O aspecto financeiro desta mudança é fundamental. “Neste processo, a análise do investimento tem um grande peso e nós da Yale® entendemos que é de extrema importância dar suporte ao nosso cliente nessa transição. Quando a empresa decide migrar para energia verde, ela conta com a redução de custos a médio e longo prazo e, somado a isto, o impacto positivo que ela trará ao meio ambiente e à sua imagem”, explica Marcel de Barros.

Redução de custos – Bateria de íon-lítio

As empresas, impulsionadas pelas demandas de mercado, têm investido em práticas que previnam ou minimizem impactos ambientais. De acordo com Marcel de Barros, ao comparar os custos de consumo de combustível entre duas empilhadeiras, ambas de 2,5 toneladas, sendo uma à combustão e a outra elétrica com chumbo-ácido, observa-se uma redução de custos com consumo de combustível, da segunda para a primeira, em torno de 78%.

No caso de grandes operações e frotas, o investimento é maior e a redução de custos proporcional. Para se ter uma ideia, uma bateria de íon lítio tem vida útil de até 3.000 ciclos e tem capacidade de recarregamento de até 50% em 30 minutos, em virtude das cargas de oportunidades. Trata-se de uma tecnologia limpa e eficiente que libera menos gases, portanto, menos poluente, e resulta em mais segurança e conforto para a operação.

Comentarios