Fuga de pedágios aumenta mais de 200% na via Dutra em 2017

Na Rodovia Dom Pedro, que liga o Vale à Campinas, 92% dos casos foram cometidos por caminhoneiros que não respeitam a cancela eletrônica.

O número de registros de evasão de pedágio aumentou na via Dutra e na rodovia Dom Pedro I. Na primeira, houve um aumento de 248% nesses casos.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, em 2016 foram registrados 992 casos de evasão de pedágio na Dutra. Neste ano, foram pouco mais de 3,4 mil ocorrências. Carros e caminhões são os veículos que mais cometem essa infração nos pedágios de Jacareí e Pindamonhangaba.

Publicidade:



Na Rodovia Dom Pedro I, principal ligação do Vale do Paraíba à Campinas, um pouco mais de 40,8 mil veículos passaram pelo pedágio sem pagar em 2017. Nas praças de Igaratá e Atibaia, 92% desses casos foram cometidos por caminhoneiros que não respeitaram a cancela eletrônica.

A multa para quem for flagrado passando pelo pedágio sem pagar pode chegar a R$ 195,23, com a penalidade de cinco pontos na carteira. “Essa conduta é causadora de acidente, porque uma das formas de evadir o pedágio é seguindo um veículo. Se por alguma razão esse veículo freia, o que vem atrás acaba atingindo a traseira”, explicou Samuel Freire, inspetor da Polícia Rodoviária Federal.

“Quando a pessoa de forma premeditada e ardilosa coloca um dispositivo para ocultar ou adulterar a placa, isso é interpretado como crime de estelionato. Se você estabeleceu para si que não vai mais pagar pedágio, então ela deixa de ser uma infratora de trânsito e passa a ser uma criminosa”, completou.

Fonte: G1

Comentarios