Ford Caminhões lança versão 8×2 da linha Cargo Power

A fabricante busca com a novidade a liderança do segmento de semipesados

A Ford aumentou a família de caminhões semipesados Cargo Power com o início da oferta do 3031 em versão 8×2. A configuração agora original de fábrica é mais uma oferta da linha depois do lançamento do 2431 6×2, modelo que inaugura renovação no trem de força dos veículos da fabricante. A fabricante prefere não revelar o preço da novidade. Alega diferenças no valor em virtude de relacionamento do cliente, cidades do País, como também volumes na vendas. Sinaliza, no entanto, com até R$ 35.000 a mais em relação ao Cargo Power 2431 6×2, modelo que custa em torno de R$ 208.500, segundo pesquisa da tabela Fipe em agosto de 2018.

O novo caminhão chega para atender demandas por mais de produtividade e carga útil. No caso da novidade, a instalação do segundo eixo direcional proporciona capacidade para mais 5.000 kg líquidos. Favorecido pela recalibração na potência e no torque do motor, agora com 306 cv e 1.100 Nm de 1.100 a 1.900 rpm, a Ford garante entregar um veículo para cumprir operações mais ágeis, com menos trocas de marchas e, ainda assim, sem prejudicar o consumo.

Versátil, o modelo aceita diversos implementos, dos quais os mais frequentes são os baús e as caçambas carga seca. Pode sair de fábrica com cabine simples ou leito e a partir de duas distâncias entre eixos, de 5.300 ou 6.300 milímetros. A marca ainda oferece opção de câmbio manual de 9 marchas ou automatizado de 10 marchas.

Oswaldo Ramos, diretor de vendas, marketing e serviços da Ford Caminhões, tem planos ambiciosos para o Cargo Power 3031 8×2, nos quais a liderança no segmento de semipesados 8×2 é o objetivo. “Cliente hoje não quer painel ergonômico, cabine nova. Ele quer é produtividade, saber do resultado na ponta do lápis”, acredita. “O foco é no caminhão rígido, onde somos competitivos, para atender ao transporte de carga que o País precisa e vai continuar precisando.”

Publicidade:



Sustenta a confiança do executivo recente negociação com a Ambev, na qual o lançamento já faz parte do pacote. “Estar na frota da cervejaria é um cartão de visita, pois a empresa é reconhecida pelo rígido controle na produtividade da operação.”

Ramos prefere não revelar o volume do negócio, se limitando a dizer que as entregas são para setembro e novembro. O cenário no qual vislumbra o desempenho do novo caminhão, no entanto, percorre um horizonte promissor. De acordo com o diretor, o Cargo Power 3031 será responsável por 20% da produção diária da fabricante em São Bernardo do Campo (SP), hoje pouco acima de 100 unidades/dia.

O executivo conta que quando os trabalhadores foram unificados para produzir tanto automóvel quanto caminhões para enfrentar a crise na unidade de São Bernardo do Campo, em 2016, a unidade produzia em dias alternados cada um dos produtos. Hoje a realidade é outra e, de cada 20 dias úteis, 15 deles são utilizados para a produção de veículos comerciais. “Devemos fechar o ano com crescimento de 20% na produção, o mesmo que cresce o mercado no segmento de caminhões rígidos até aqui.”

O otimismo do diretor de vendas também se reflete nas estimativas para o ano. De acordo com Ramos, 2018 deve encerrar com alta de 40% sobre 2017, para volume por volta 72 mil unidades. “A conta não fecha para vendas menores que isso. Há muita demanda reprimida, além de veículos que ficaram velhos na frota, aumentando o custo operacional do empresário. Só vendas de agosto devem ultrapassar as 7 mil unidades, o que muda o patamar dos licenciamentos visto até agora.”

Ramos garante que se preparou para as projeções que já estavam no seu radar e para continuar atendendo, o representante da Ford adianta que ainda no último trimestre a fabricante ampliará sua oferta de caminhões equipados com o câmbio automatizado TorqShift. A tecnologia chegará em mais sete modelos: nos 4×2 1419, 1519, 1719, 1933 e nos 6×4 2631, 3131 e 3133. “Queremos ter a maior linha de caminhões automatizados do País.”

Fonte: Estradão

Comentarios