Executiva da Mercedes-Benz destaca o uso da inteligência artificial nos produtos e serviços da marca

A comunicação é essencial para a marca entender o mercado atual e suas constantes mudanças. (Foto: divulgação/Chico da Boleia)

Executiva da Mercedes-Benz destaca o uso da inteligência artificial nos produtos e serviços da marca

Ebru Semizer explica como o marketing da empresa evoluiu para atender as demandas dos clientes e mudanças no mercado

Redação Chico da Boleia

Na tarde desta terça-feira (25), o Chico da Boleia entrevistou Ebru Semizer, gerente sênior de Marketing, Comunicação e Inteligência da Mercedes-Benz do Brasil. Especialista no segmento com mais de 15 anos de carreira, Semizer destaca a evolução das campanhas de marketing da empresa e as ações para atender as demandas dos clientes.

A comunicação é essencial para a marca entender o mercado atual e suas constantes mudanças. E, quando o slogan “As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve” foi criado, a ideia era destacar como a Mercedes estava atenta aos clientes e suas necessidades. Porém, a evolução do marketing tornou-se essencial para se adaptar as demandas do público-alvo.

Ebru explica que a mudança não é apenas uma ação de marketing, mas que faz parte da cultura da marca, da engenharia e produção, de todos os setores priorizarem os clientes. “É um princípio da empresa, um valor de todos que trabalham na Mercedes”.

Para a especialista, com a evolução da tecnologia, a marca, que já ouvia “as estradas”, passou a entender os “sotaques” de cada região, criando ações especificas e atendendo as demandas locais, por intermédio da comunicação

– Com a pandemia, sabemos que o caminhoneiro não parou, o frotista não parou, nosso mundo de caminhão não parou. E, mais do que um fornecedor de solução, nos vemos como um amigo do cliente, trazendo cumplicidade em nosso slogan ao afirmar que “As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve cada voz” – afirma Semizer.

Uma das ações para aproximar motoristas e frotistas é a realização de reuniões junto com a diretoria, para que possam ouvir cada voz. Além disso, é feita uma lista com sugestões e demandas dos clientes, que é levada para os comitês da empresa para que possam ser discutidas novas estratégias, alterações de produtos, dentre outros. “Tudo começa com a Mercedes ouvindo!”, destaca Semizer.

Outro ponto importante é o uso da inteligência artificial. Todo caminhão produz dados que “conversam” com os dados da frota e dos concessionários, cujas informações são usadas para minimizar possíveis erros de comunicação, administrar a rota, falhas nos serviços e peças, dentre outros.

Uma das ferramentas utilizadas pela Mercedes é a Uptime, o sistema de inteligência artificial pode detectar algum problema no caminhão antes de acontecer o erro, por meio dos movimentos do veículo. “Ele avisa ao motorista, ao concessionário e, se desejar, podemos agendar um atendimento preventivo, para que o caminhão não fique tanto tempo parado na manutenção”, explica a especialista.

– Temos ainda aplicativos que promovem uma melhor utilização do caminhão, economia de combustível e de custos operacionais, dentre outros. Nós da área de marketing, utilizamos a inteligência artificial para detectar a necessidade de cada cliente, para que o consumidor, quando necessitar de um produto, já ter acesso a tudo o que precisa, antecipando demandas de forma produtiva – conclui a especialista.

Semizer ainda destacou as ações da marca para a produção de transportes sustentáveis, outros serviços prestados pela Mercedes para atender as demandas do mercado e dos consumidores e projetos voltados as mulheres que atuam no setor. Confira a reportagem completa clicando aqui.

Comentarios