Esclareça suas dúvidas sobre higiene bucal

Dr. José Sartoretto

Com a rotina muitas vezes desgastante de trabalho, nos esquecemos de manter os hábitos de higiene bucal e de cuidar de nossa saúde. É por isso que é sempre bom ficar por dentro das dicas para evitar cáries, mau hálito e outras doenças que afetam nossa arcada dentária. O Doutor José Sartoretto gentilmente nos enviou esse texto com as informações relevantes que precisamos para manter uma boca saudável. Confiram.

Hoje em dia quem é que não quer ter uma saúde bucal excelente? Mas para isso, devemos realizar alguns procedimentos diários. Prestem muita atenção nas dicas mais necessárias para se obter o resultado esperado.

A pergunta mais freqüente que costumo ouvir no consultório é sobre a quantidade de vezes ao dia que devemos escovar os dentes. O correto é escovar os dentes logo quando acordamos, após o almoço e a noite antes de dormir, lembrando sempre que a escovação noturna é a mais importante, e a cada vez que escovamos os dentes é necessário o uso do fio dental.

Muitas pessoas pensam que se não almoçarem não é necessário realizarem a escovação. Isso é um mito, pois, na verdade, a escovação não está ligada totalmente a alimentação, mas também está ligada com o tempo que os microorganismos levam para se desenvolverem e se organizarem sobre o formato de colônia.
Uma escova de dente tem a durabilidade de no máximo de trinta dias, isso se for usada de forma correta. A troca é recomendada mesmo que na embalagem esteja escrito para trocar de três em três meses. Quanto ao tipo de escova a mais indicada são as escovas com cerdas macias e uniformes, com a cabeça pequena e com o cabo liso, pois o cabo emborrachado retém muita bactéria. Quanto à pasta de dente, existe um tipo específico para cada problema, portanto escolha aquela mais adequada para o seu caso ou pergunte ao seu dentista.

O enxaguatório bucal adequado é aquele que não contém álcool em sua composição. Na embalagem está escrito sem álcool ou alcohol free. Utilize o enxaguatório somente uma vez ao dia, pois ele destrói também as bactérias da microbiota bucal, ou seja, as bactérias que ajudam na nossa defesa e fazem parte também da nossa digestão.

Seguindo esses conselhos você estará com sua saúde bucal em boas condições evitando assim problemas mais sérios. E lembre-se sempre de comparecer ao seu dentista de seis em seis meses ou em caso do aparecimento de algum problema mais relevante o comparecimento deverá ser antecipado.

Por José Sartoretto

Comentarios