Duplicação da BR-381/MG terá novo modelo de gestão

Duplicação da BR-381/MG terá novo modelo de gestãoO DNIT publica na próxima quinta-feira (28/03) os editais de licitação dos 11 lotes da obra de duplicação da BR/381 entre Belo Horizonte e Governador Valadares, em substituição aos editais suspensos. Totalizando 303 quilômetros, os lotes serão licitados pelo Regime Diferenciado de Contratações – RDC, na modalidade Contratação Integrada, pelo qual a empresa terá oportunidade de propor soluções ao projeto fornecido pelo DNIT, além de executar as obras. As obras de duplicação da BR-381 trazem um novo modelo de gestão, que inclui a gestão de risco e o seguro performance. “O seguro performancegarante a conclusão da obra, nos casos em que a empresa apresentar problemas na execução. Também foi desenvolvido um modelo matemático para precificação do risco para o consórcio ou empresa que se responsabilizar pela obra”, explica o diretor geral do DNIT, Jorge Fraxe.

                 Na avaliação do diretor geral do DNIT, as empresas participantes terão oportunidade de fazer engenharia uma vez que o projeto executivo fica sob sua responsabilidade. Por este motivo, acrescenta,  os contratos não terão aditivos. Ele lembra que é um empreendimento bastante complexo, que inclui mais de 90 Obras de Arte Especiais (pontes e viadutos rodoviários), túneis e um relevo acidentado.

                Os editais definirão as datas para apresentação das propostas técnicas e de preços. O DNIT é responsável pela realização do maior número de licitações peloRDC na Administração Federal, modalidade que agiliza a contratação de obras fundamentais para a infraestrutura nacional. A Autarquia já publicou mais de 90 editais por esta modalidade e firmou cerca de 40 contratos.

Fonte: ASSESSORIA DE IMPRENSA/DNIT

Comentarios