Dicas para examinar estado dos pneus

A fabricante de pneus Michelin dá dicas básicas para conferir o estado dos pneus antes de pegar estrada, que inclusive podem ser passadas para o proprietário do veículo. Flavio Santana, gerente de marketing de produto da Michelin América do Sul, orienta que toda a banda de rodagem deve ser verificada, especialmente a parte interna da banda. Problemas de alinhamento ou de suspensão podem causar esse tipo de desgaste irregular.

Pneus também possuem data de fabricação gravada na lateral do pneu. A Michelin explica que pneus não possuem data de validade, mas, com o tempo, a borracha pode ressecar e envelhecer. Segundo a fabricante, quanto mais antigo um pneu, menor será a aderência e maior será a probabilidade de apresentar rachaduras e rompimentos de pedaços de borracha. Por isso, a Michelin recomenda que não se utilize um pneu que tenha sido fabricado há mais de 10 anos, mesmo que aparente bom estado. A data de fabricação do pneu pode ser vista em um código de letras e números, orienta a fabricante. Se o código for “3R DA CEDX 0315”, deve ser lido da seguinte forma:

3R = Código da fábrica onde o pneu foi produzido
DA = Código dimensional
CEDX = Código opcional
03 = semana de fabricação do pneu
15 = ano de fabricação do pneu

Ou seja, neste exemplo, o pneu foi fabricado na 3ª semana do ano de 2015. O proprietário ainda deve manter os pneus na calibragem de pressão correta, bem como, o balanceamento e o alinhamento do carro, seguindo sempre a orientação preconizada no manual do proprietário do veículo, considerando a carga máxima. Oriente o seu cliente a não se esquecer de verificar pneu estepe, que, além de sofrer o mesmo processo de envelhecimento dos pneus em uso, também deve ser mantido na calibração correta.

Fonte: O Mecânico

Comentarios