Copa Truck: Romário inspira Roberval na decisão

“Usarei os atalhos de Interlagos como o baixinho fazia na área”, promete o piloto da Iveco

 Com dois pontos de desvantagem no regional Sul/Sudeste e 18 na briga pelo título de campeão das copas, Roberval Andrade diz que sabe exatamente como desbancar o líder Felipe Giaffone neste domingo nas últimas decisões da temporada inaugural da Copa Truck. “Vou fazer como o Romário, que sabia usar os atalhos para encurtar os caminhos do gol. Um dos meus é o acerto para Interlagos. A performance do caminhão do Felipe tem sido superior à minha, mas em São Paulo posso diminuir a diferença com o bom set up que tenho para a pista. Outro é a motivação. Interlagos é um circuito onde me entrego 100% e vai me dar a chance de virar o jogo e, se ele errar um pouquinho, aproveitar esse erro. Já aconteceu no ano passado, quando disputávamos o segundo lugar, ele queimou o radar e cheguei à frente dele”, explica o piloto da Iveco.

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Roberval já tem seu nome garantido na curta história da Copa Truck. Conquistou a pole e a primeira vitória da prova de estreia em Goiânia no final de maio. Voltaria a ganhar em Fortaleza e chega à derradeira rodada dupla animado com a possibilidade de alcançar um novo êxito na carreira. Até porque Interlagos é o palco onde se sente mais à vontade e hospedou alguns de seus maiores feitos. Com cinco vitórias, é o maior ganhador de corridas da modalidade em São Paulo. Uma delas, a de 2004, tem um lugarzinho à parte na memória. “Fiz uma homenagem ao Ayrton Senna na passagem do 10º aniversário da morte dele. Saí na pole na chuva e venci no seco. Aquela foi uma corrida muito especial para mim”, lembra o paulista de 47 anos recém-completados.

Apesar de reconhecer as dificuldades, o representante da Iveco e do Corinthians na Copa Truck promete mover uma perseguição sem tréguas ao adversário. “Tudo ainda pode acontecer. Não é a primeira vez que nos encontramos nesta situação. Já precisei tirar uma diferença de 17 pontos em relação a ele para ser campeão em 2010, ano de centenário do Timão. Já vivi esse cenário de precisar encostá-lo na parede. Vou entrar concentrado para dar o meu máximo e fazer de tudo para ele se sentir pressionado.”

Roberval sabe onde o calo está apertando na disputa que vem travando com Giaffone, da Volkswagen. “Ele teve maior apoio de fábrica no passado e a grande arma dele é a motorização com uma injeção moderna. E o Felipe, como grande piloto que é, está extraindo tudo o que tem de melhor. E, quando você tem um motor bom, o conjunto passa a frear melhor, contornar melhor, retomar melhor. Então, hoje ele vem se sobressaindo. Mas vou para 2018 disposto a acabar com a hegemonia deles”, avisa.

Nesta quinta-feira, a partir das 16 horas, Roberval terá a oportunidade de transformar as palavras em ação na primeira sessão de treinos livres. A programação foi alterada em relação ao modelo que vinha sendo adotado por causa das inúmeras categorias regionais que estarão em Interlagos nesta semana. A sexta-feira terá mais dois ensaios livres (às 11h40 e 16h20), enquanto as tomadas classificatórias seguirão no sábado às 12h50 e a primeira corrida no domingo tem largada programada para as 13h05.

Comentarios