BRT de Bogotá receberá 200 ônibus híbridos da Volvo

Volvo híbrido

O sistema TransMilenio (BRT) de Bogotá, capital da Colômbia, adquiriu 200 ônibus híbridos da Volvo Bus Latin America, fabricados na planta de Curitiba (PR). O Consórcio Express adquiriu 156 unidades, enquanto a GMovil investiu nos outros 44 veículos. Além do chassi, a negociação inclui um contrato de proteção da bateria por 12 anos, e um plano de manutenção de cinco anos.

Luis Pimenta, presidente da Volvo Bus“Com esta aquisição, a cidade entra definitivamente na era da eletromobilidade e dá um grande passo na adoção de um sistema de transporte urbano sustentável, tanto do ponto de vista econômico quanto do ponto de vista ambiental”, afirma Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America. “Mais uma vez estamos quebrando paradigmas e oferecendo ao mercado uma nova solução de transporte”, destaca.

Desde que a produção do modelo híbrido começou, em junho de 2012, a Volvo lançou um pacote de soluções que inclui a manutenção plena do veículo, desde a troca de óleo até reparos, e ainda disponibiliza mecânicos, equipamentos e ferramentas para trabalhar na garagem do cliente.

“Assim como faz com os veículos 100% a diesel, a Volvo ampliou sua oferta de planos de manutenção plena para os híbridos, propiciando aos operadores suporte e disponibilidade a um custo fixo equivalente por quilômetro rodado”, afirma Euclides Castro, gerente de ônibus urbanos da Volvo Bus Latin América.

Um diferencial importante que deve fomentar as vendas deste tipo de ônibus, é que a bateria do motor elétrico não é vendida. A montadora assina com o cliente um contrato de prestações mensais que cobre qualquer reparo e trocas da bateria até o final da vida útil do veículo. “Ao assumir a responsabilidade pela bateria, garantimos aos nossos clientes um custo linear, sem riscos e sem surpresas. Além disso, asseguramos uma destinação final ambientalmente correta quando substituída por uma nova”, reforça Castro.

Os híbridos entrarão em operação a partir de janeiro de 2014 no TransMilenio para ampliar a abrangência do BRT, sendo que parte desses veículos circulará pelas vias troncais do TransMilêmio e parte em ruas normais, onde atualmente não circulam alimentadores. Os ônibus terão portas com escadas ao lado direito, e portas em nível do lado esquerdo, para permitir a parada nos terminais de embarque e desembarque do Transmilênio.

fonte: TRanspoOnline

Comentarios