BR-174 MT tem trecho interditado para caminhões pesados

BR-174 MT, trecho que passa pelos municípios de Castanheira, Juruena e Colniza, está proibida ao tráfego de veículos com o Peso Bruto Total Combinado (PBTC) acima de 48,5 toneladas.

A medida entrou em vigor, segunda-feira, 13, pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que regulamenta a circulação de veículos pesados na rodovia.

A medida é necessária, especialmente em função do período de chuvas, época em que a região é suscetível a alagamentos.

O controle será feito por meio de balança implantada no quilômetro 825 da BR-174 MT. Também será realizado controle de restrição de tráfego nos pontos que requerem maior atenção.

Polícia Federal fiscalizará a BR-174 MT

A fiscalização será executada pelos agentes de trânsito do DNIT, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O DNIT não informou quando os veículos voltarão a circular na BR-174 MT. Vai depender do início das obras de melhorias no trecho que deve ser realizada pelo governo do Estado do Mato Grosso, que administra a rodovia.

Contudo, o órgão recomenda que os motoristas evitem trafegar na região, sobretudo nos períodos de chuvas intensas.

BR-174 MT: sem previsão para início das obras

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística do Mato Grosso (Sinfra) informou, por meio de nota, que existe um convênio do governo de Mato Grosso com o Governo Federal que prevê a pavimentação da BR-174. No entanto, a União não alocou recursos para tal.

Além disso, por se tratar de uma região com inúmeras comunidades indígenas, a Sinfra-MT aguarda o parecer da Fundação Nacional do Índio (FUNAI) para a emissão de licença ambiental. A partir disso, poderá ser dado início às obras.

De acordo com o comunicado, a equipe técnica dos governos devem se reunir ainda este mês para tratar sobre o convênio e os recursos. Portanto, as obras não têm data para começar.

Fonte: Estradão

Comentarios