Após falência, bens da empresa Guerra, de Caxias, serão leiloados por R$ 2 milhões

Administrador judicial diz que recurso será direcionado para gastos da massa falida com questões de segurança

 A fabricante de implementos rodoviários Guerra, de Caxias do Sul, teve a falência decretada em novembro do ano passado e, desde então, aguarda a venda de bens para quitar dívidas com credores. Até agora, apenas valores menores foram levantados para pagar despesas de informações e pequenas manutenções que garantam a condução do processo. Mas o administrador judicial, Cristiano Franke, finaliza o relatório de bens bens líquidos que irão a leilão, como automóveis, caminhões, implementos rodoviários e empilhadeiras.

 A previsão é que o leilão seja marcado nos próximos dias. Franke prevê a arrecadação de cerca de R$ 2 milhões, que serão direcionados para gastos da massa falida com questões de segurança.

O administrador judicial diz que o processo demorou mais do que o esperado porque inicialmente não foram encontrados cinco veículos. Um deles estava em São Paulo e precisou ser trazido para Caxias do Sul por transportadora.

Publicidade:

Consorcio DAF

Segundo o administrador judicial, as reclamatórias trabalhistas ainda estão em tramitação, a maioria em fase inicial, e o levantamento do total do passivo ainda está sendo atualizado.

Fonte: Gaucha Zero Hora

Comentarios