5 cidades consideradas “Capitais dos Caminhoneiros” no Brasil

A caminhoneirada é bem representada por todo o país. De norte a sul, várias cidades são consideradas “Capitais dos Caminhoneiros” e realizam comemorações todos os anos para celebrar a profissão e novidades do setor.

Confira 5 desses redutos:

São Marcos – RS

700x394
(Foto: divulgação)

São Marcos, cidade localizada no Rio Grande do Sul e conhecida como “Terra dos Caminhoneiros”, atrai anualmente visitantes de todo o país e do exterior durante o mês de outubro para a tradicional Festa dos Caminhoneiros. O destaque do evento é a procissão motorizada para recebimento da bênção da imagem de Nossa Senhora Aparecida em frente à Igreja Matriz.

As principais ruas e avenidas da cidade são tomadas por caminhões para a tradicional confraternização de profissionais do setor. No dia 10 de novembro de 2015 foi aprovado o projeto de lei do deputado Catarina Paladini (PSB), que declara São Marcos como a “Capital dos Caminhoneiros” e inclui a Festa dos Motoristas no Calendário Oficial de Eventos do RS.

Tabuleiro do Norte – CE

700x373_tabuleirodonorte
(Foto: reprodução)

A cidade de Tabuleiro do Norte leva o título de “Cidade dos Caminhoneiros” por possuir uma das maiores médias de caminhoneiro “per capita” do Brasil: de cada 17 habitantes, um é caminhoneiro. A cidade possui toda uma estrutura completa de assistência para os profissionais do setor, como a Acatan (Associação dos Caminhoneiros de Tabuleiro do Norte), uma associação exclusiva para os motoristas.

A principal fonte de renda da população de Tabuleiro do Norte é o transporte de cargas. O município realiza também uma das maiores festas de caminhoneiros do Norte e Nordeste do país. O “Festival dos Caminhoneiros de Tabuleiro do Norte”, realizado anualmente, recebe caminhoneiros de todo o Brasil.

Itabaiana – SE

itabaiana-181
(Foto: Chico da Boleia)

Itabaiana é conhecida como a “Capital Brasileira dos Caminhões”. A cidade possui cerca de cinco mil caminhões emplacados, além de mais de quatro mil caminhões registrados em outros estados, totalizando aproximadamente 10 mil caminhões para aproximadamente cem mil habitantes. O município ainda realiza a Festa do Caminhoneiro, uma das mais tradicionais do estado de Sergipe.

Em 20 de novembro de 2014 entrou em vigor a lei de número 13.044 que concede ao município o título de “Capital Nacional do Caminhão”. O projeto é de autoria do senador Eduardo Amorim (PSC) e foi sancionado pela presidente da República, Dilma Rousseff.

Rondonópolis – MT

700x467_Rondonopolisite
(Foto: divulgação)

Rondonópolis, no Mato Grosso, autointitulada “Capital do Bitrem”, conta com pelo menos 5.000 bitrens circulando pelo município no pico da safra. A cidade é passagem obrigatória para muitos caminhões que transportam a safra de soja.

O município conta ainda com a Feira do Caminhoneiro, considerada um dos principais eventos de negócios do setor de transporte na região Centro-Oeste. Na festa os caminhoneiros podem conhecer novidades do setor como caminhões, implementos, acessórios e muito mais.

Iconha – ES

700x332_iconha
(Foto: reprodução)

Iconha é conhecida como a “Capital dos Caminhoneiros do Espírito Santo” e assim como nas outras “capitais”, a cidade também conta com a sua Festa dos Caminhoneiros.

Tradicional no sul do estado, o evento movimenta a economia da cidade e conta com a participação de montadoras, concessionárias, bancos e transportadoras. Todos os anos, a tradicional carreata é um dos momentos mais marcantes do evento, que chega a receber um público de aproximadamente 60 mil pessoas em cinco dias de festa.

E aí, parceiro, conhece mais alguma “Capital dos Caminhoneiros”? Conta pra gente!

Fonte: Portal das Estradas

Comentarios