Você sabe como funciona o Diesel S10?

Olá amigos, hoje aqui no Blog iremos falar sobre o Diesel S10 que foi disponibilizado pela Petrobras nos postos desde janeiro deste ano.

O Diesel S10 faz parte do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores (Proconve), criado pelo conselho Nacional de Meio Ambiente – CONAMA. Esse Programa foi implantado em 2004 e possui diversas fases para os diferentes tipos de veículos e suas cargas. Tanto o Proconve, que se aplica a automóveis, quanto o Promot, aplicado às motocicletas, estabelecem prazos, metas e limites máximos de emissão de gases. Para isso, são estabelecidas exigências tecnológicas para veículos automotores, nacionais e importados.

Primeiramente é preciso entender que o Programa contém várias fases a serem cumpridas. As primeiras fases para veículos pesados foram implementadas em 2005, com a Fase P-5. Naquele momento estipulou-se um limite para emissão de gases poluentes como o monóxido de carbono, hidrocarbonetos e material particulado.

Com o passar do tempo e com as exigências de avanços tecnológicos, estabelecidas pelo Proconve, os limites para emissão de poluentes foram baixando, por isso a necessidade de substituição dos sistemas de catalizadores, óleos lubrificantes e combustíveis.

As atuais fases P7 (para veículos pesados, acima de 3,5 toneladas) e L6 (para veículos leves, até 3,5 toneladas) estabelecem níveis de emissões veiculares mais baixos a serem atingidos na homologação desses novos veículos pelo CONAMA. Para isso, é preciso haver um sistema de redução catalítica que cuida do escape de gases, um novo sistema de recirculação de gases de escapamento e o uso do já conhecido Arla 32.

Como já havia sido estipulado, ara que esse sistema funcione corretamente é necessária a utilização também de um combustível que reduza a produção de gases poluentes e que seja mais limpo e sustentável. É o caso, então, do Diesel S10.

A sigla S10 significa que o Diesel tem teor máximo de enxofre de 10mg/kg (ppm = partes por milhão). Na prática, esse óleo Diesel emite menos teor de material particulado e de óxidos de nitrogênio (NOx). No total, acredita-se que as reduções possam ser de 80% material particulado e de 98% menos Nox emitido.

De acordo com alguns estudos, o Diesel S10 também melhora a partida a frio e reduz a emissão de fumaça branca. Diminui a formação de depósitos e a ocorrência de desgastes no motor. Melhora o desempenho dos motores diesel em geral comparado ao Diesel S-500 e aumenta os intervalos de troca do lubrificante.

Para que esse Diesel funcione em sua máxima capacidade, no entanto, é necessário que seja utilizado o Arla 32. Essa sigla significa Agente Redutor Líquido de óxidos de nitrogênio (NOx) Automotivo. O número 32 refere-se ao nível de concentração da solução de uréia (32,5%) em água desmineralizada.

O Arla 32 nada mais é do que fluído automotivo, não devendo ser confundido com um aditivo do combustível. Ele deve ser depositado em reservatório próprio do sistema de exaustão para que possa atuar depois da queima do combustível e reagindo com os gases do escapamento. Dessa forma, ele reduzirá em até 98% as emissões de óxidos de nitrogênio (NOx) transformando-as em vapor d’água e nitrogênio.

Os caminhões produzidos em 2012 e 2013 já vêm com motores e sistema catalizadores adequados para a redução de emissão de partículas poluentes e outros gases e que atendem a fase atual do Proconve. Porém, o Brasil ainda possui um longo caminho a ser percorrido no que toca ao incentivo, concessão de créditos aos caminhoneiros e aos programas de renovação de frota.

É conhecida a realidade dos caminhões brasileiros que fazem parte de uma das frotas mais antigas de todo o mundo, com motores menos avançados e mais propensos à emissão de gases e poluentes. Nesse sentido, espera-se das instâncias governamentais uma iniciativa mais sólida para a renovação das frotas de autônomos e empresas do transporte rodoviário de cargas.

Mais informações sobre o Diesel S10, sobre a lista de postos em que ele está disponível e suas especificações técnicas, acesse: (confira aqui a lista de postos: http://www.br.com.br/wps/portal/portalconteudo/produtos/automotivos/diesels10)

Para ter mais informações sobre o Proconve, acesse: http://www.ibama.gov.br/areas-tematicas-qa/programa-proconve

Abraço,

Chapa

Comentarios