Vencedor da BR-050 vai rebater recurso

O Consórcio Planalto, que venceu o leilão da BR-050, informou por meio de seus advogados que vai rebater os argumentos do recurso administrativo interposto contra o resultado da disputa pela rodovia.

O governo divulgou, nesta semana, que o segundo colocado no leilão elaborou um recurso contra o resultado. Ontem, a ganhadora se pronunciou oficialmente. “O Consórcio Planalto apresentará contra-razões ao recurso, e está confiante de que a ANTT manterá sua decisão, haja visto ter atendido plenamente todos os requisitos do edital”, diz nota enviada pelo escritório de advocacia Siqueira Castro, que assessora a sociedade.

O segundo colocado na disputa foi a Triunfo Participações e Investimentos (TPI), que controla projetos como o aeroporto de Campinas (SP). A empresa alega que o primeiro colocado não teria apresentado documentos na forma exigida.

A Greca e a Construtora Estrutural, defende a Triunfo, teriam de apresentar demonstrações financeiras com a chancela de um auditor. Mas a Triunfo diz que as empresas apresentaram balanços sem auditoria e pede a inabilitação do consórcio.

A “briga” lembra o ocorrido no caso da BR-101, cujo trecho foi conquistado em 2012 pela EcoRodovias. Depois do leilão, houve um acordo com outro consórcio para dar fim ao processo movido na Justiça contra o resultado – que se arrastou por cerca de um ano.

Em 2009, a Triunfo – por sua vez – perdeu a concessão da Ayrton Senna, em São Paulo, por não depositar a primeira parcela da outorga. Quem ficou com o lote foi a EcoRodovias.

Fonte: Valor Econômico, Por Fábio Pupo

Comentarios