Tag: transportadora

Transportadora Americana testa semirreboque alimentado por energia solar

Transportadora Americana testa semirreboque alimentado por energia solar

Notícias
A Transportadora Americana iniciou um projeto piloto em parceria com a Sunew, empresa 100% brasileira com sede em Belo Horizonte (MG), com o objetivo de testar uma nova tecnologia em energia solar. Os semirreboques da TA são envelopados com um filme fotovoltaico orgânico (OPV – Organic Photovoltaics), capaz de gerar energia a partir da fonte solar que, depois de armazenada, pode alimentar sistemas como GPS, freios ABS ou sistema de exaustão de forma autônoma, independente do cavalo. “Diferentemente das estruturas convencionais, que precisam estar conectadas à bateria para garantir a operação, os modelos com a tecnologia do filme possibilitam ao motorista uma viagem mais segura, confortável e econômica”, explica o gerente de Novos Negócios da Sunew, Filipe Ivo. Segundo Celso Luchiari,
3 itens para analisar ao contratar uma transportadora rodoviária de cargas

3 itens para analisar ao contratar uma transportadora rodoviária de cargas

Notícias
São apenas 3 itens que se num primeiro momento podem não lhe parecer suficiente para definir a contratação, certamente será suficiente para decidir a "não contratação" de uma transportadora. Vamos a eles: 1- Apólice de seguro Este é um item que você não pode deixar de lado e precisa ser analisado por dois motivos principais: Primeiro porque existem dois tipos de apólices de seguro de responsabilidade da transportadora, chamado RCTR-C e o RCF-DC, sendo a primeira uma apólice obrigatória para qualquer transportadora, que se refere em linhas gerais ao seguro contra acidentes. A segunda apólice é uma apólice facultativa (opcional) destinada a cobertura de roubo de carga (desaparecimento de carga). Sabendo disso, você já pode perceber que talvez a transportadora que você queira contrata
Não é só transportadora que deve pagar hora extra a motorista

Não é só transportadora que deve pagar hora extra a motorista

Notícias
Mesmo que a empresa não tenha o transporte como sua principal atividade, ela deve pagar horas extras aos seus motoristas conforme determina a lei que regula a profissão. Com este entendimento, a 4ª Turma do Tribunal Superior rejeitou o pedido de uma loja de nutrição animal que pretendia afastar a aplicação da Lei 12.619/2012 à condenação pelo pagamento de horas extras a um ex-motorista.  Para a corte, ainda que a atividade preponderante da empresa não seja o transporte de cargas, o motorista se enquadra na categoria profissional diferenciada regida por lei própria que prevê o controle obrigatório de jornada. O juízo da Vara do Trabalho de Assis Chateubriand (PR) deferiu ao motorista duas horas extras diárias a partir da entrada em vigor da Lei 12.619/2012. Até então, os motoristas se
Transportadora supera os desafios da rota Cuesta Caracoles com caminhões Volvo

Transportadora supera os desafios da rota Cuesta Caracoles com caminhões Volvo

Notícias
A empresa chilena de transporte RRC International Group testa diariamente a habilidade de seus motoristas e toda a tecnologia dos caminhões da Volvo no trecho conhecido como “Cuesta Caracoles” da rota “Paso Los Libertadores”, que liga o Chile à Argentina e considerada uma das mais perigosas no mundo. Fundada em 1981, a empresa é referência internacional no transporte de cargas com temperatura controlada e possui mais de 100 caminhões Volvo, a maioria modelos FH equipados com motores com potências de 540 cv, 500 cv e 460 cv, e idade média de 1,5 ano. Em seus mais de 35 anos de existência, a empresa tem feito do “Paso Los Libertadores” seu maior desafio. Um desafio no qual as habilidades de condução dos motoristas e a tecnologia que os caminhões Volvo disponibilizam têm garantido seguranç
CargoX aumenta pagamento de frete para motoristas mulheres

CargoX aumenta pagamento de frete para motoristas mulheres

Notícias
A transportadora CargoX aumentou em 10% o valor pago por frete as caminhoneiras. O objetivo é incentivar uma maior representatividade das mulheres na profissão. Recente pesquisa da empresa mostrou que, atualmente, existem cerca de 1,2 milhão de motoristas no transporte rodoviário de cargas, mas apenas 2% são mulheres. Para o diretor de transporte da empresa, Alean Rubio, a vida na boleia é um desafio ainda maior para as mulheres, por conta da rotina pesada de viagens constantes, muitas vezes com paradas para descanso em condições ruins e sem segurança, além de enfrentarem preconceitos. “É evidente que este cenário desestimula o ingresso das mulheres à profissão, mas uma vez superada as dificuldades, mostram-se capazes de realizar a tarefa com perfeição”, comenta. Ainda de acordo com R
Transporte da TNT ganha plano de compensação de carbono com a Mercur

Transporte da TNT ganha plano de compensação de carbono com a Mercur

Notícias
TNT possui unidade modelo no Rio Grande do Sul que reaproveita água da chuva, iluminação natural nas operações, além da compensação de CO2 com plantio de árvores. Os investimentos da TNT Mercúrio em ações de sustentabilidade renderam um case de sucesso na unidade em Santa Cruz do Sul (RS). A unidade iniciou o projeto de compensação de carbono com a Mercur em 2015, prevendo converter todo o impacto ambiental do transporte dos produtos da companhia e plantio de árvores. Em 2016, a TNT Mercúrio deverá plantar 534 árvores, para compensar a emissão de 84,41 toneladas de CO2. O plantio acontecerá entre maio e agosto. “Fomos incentivados pela Mercur a iniciar o projeto, mas estamos trabalhando para seguirmos o exemplo com outros clientes. A sustentabilidade está no pilar de ações da TNT no Br
Entram em vigor novas regras para o RNTRC

Entram em vigor novas regras para o RNTRC

Notícias
A partir de  quarta-feira (28/10), passa a vigorar a Resolução 4.799/2015, com as novas regras para operacionalização da inscrição, atualização e recadastramento do Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas (RNTRC). Para adequação da nova resolução, o sistema do RNTRC será substituído. O funcionamento do sistema atual será interrompido para as atividades de cadastramento, recadastramento alteração de dados e alteração de frota. As consultas públicas e a impressão de extrato e de certificados continuarão disponíveis. O novo sistema entrará em funcionamento no dia 16/11/2015 para início do período de recadastramento voluntário. Procedimentos – O registro será realizado em três etapas: cadastro e renovação de informações em ponto de atendimento credenciado; identificação
Justiça condena transportadoras por jornadas abusivas de caminhoneiros

Justiça condena transportadoras por jornadas abusivas de caminhoneiros

Notícias
De acordo com o MPT, tacógrafos apontaram viagens de até 17 horas por dia. Irregularidades foram descobertas após blitz na SP-310, em São Carlos (SP). A juíza Claudia Bueno Rocha Chiuzuli condenou duas empresas do Mato Grosso a pagarem uma indenização de R$ 120 mil por jornadas abusivas de caminhoneiros. Segundo documentos apresentados à magistrada pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) em Araraquara (SP), trabalhadores das transportadoras chegavam a rodar 17 horas por dia. Além da multa, a sentença estipula que as companhias devem manter os empregados em jornadas de até oito horas diárias e 44 horas semanais, sob pena de R$ 5 mil em caso de descumprimento. Elas também não podem prorrogar a jornada além do limite legal de duas horas, devem assegurar intervalos de ao menos 11 horas
Transportadoras escondem jornadas perigosas

Transportadoras escondem jornadas perigosas

Notícias
A caminhoneira Maria Nilma Nunes da Silva morreu enquanto trabalhava em abril de 2014. Ao tentar ultrapassar um carro na BR-163, no interior do Mato Grosso, colidiu de frente com outro caminhão. A cabine pegou fogo e seu corpo foi carbonizado. A causa do acidente: longas jornadas de trabalho e falta de descanso. A conclusão é de relatório do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), produto de uma investigação sobre os motivos da morte da motorista. O documento mostra que Maria trabalhava acima do permitido por lei, sem o descanso obrigatório e até durante suas férias. A motorista também recebia pagamentos por viagem, o que a estimulava a ficar o maior tempo possível na estrada. A investigação descobriu ainda que a transportadora onde Maria trabalhava, a Botuverá Transportes, adulterava o
Após caminhoneiros, as transportadoras de carga também devem parar as rodovias do Brasil?

Após caminhoneiros, as transportadoras de carga também devem parar as rodovias do Brasil?

Notícias
ARTIGO por Valdir Santos – Presidente da Transportadora ASA EXPRESS  Convivemos recentemente com um movimento de greve que causou transtornos à sociedade em todo o Brasil. A liderança do movimento dos caminhoneiros citava a alta dos preços dos combustíveis, dos pedágios e dos valores dos tributos sobre o transporte como fatores das ações. Após a Presidente Dilma sancionar a Lei dos Caminhoneiros sem veto, este ato funcionou como um acordo entre governo e caminhoneiros para o desbloqueio de rodovias no país.  Nos anos 80 e 90, novas paralisações de transportadores autônomos bloquearam estradas em vários estados e vias expressas das grandes cidades brasileiras, causando desabastecimento em alguns setores. No vizinho Chile do socialista Salvador Allende, a greve dos caminhoneiros no final