Tag: roubos

Com roubos crescentes, valor de seguro sobe até 40% no Sudeste

Com roubos crescentes, valor de seguro sobe até 40% no Sudeste

Notícias
  O seguro para transporte de carga se tornou a dor de cabeça das seguradoras. A região mais alarmante é a do Sudeste que concentra 90% das ocorrências de cargas roubadas. Em 2017, foram registradas 30 subtrações por dia no eixo Rio-São Paulo, o que resultou em um prejuízo de R$ 1,7 bilhão. Entretanto, não há expectativa que esses números caiam, já que nos 10 primeiros dias de 2018 foram registrados 288 roubos na região, de acordo com dados das Secretarias de Segurança Pública dos dois estados. Segundo Eduardo Michelin, da corretora e consultoria Willis Towers Watson, o valor do seguro elevou entre 10% e 40%, dependendo da operação e as apólices que demoravam um mês para serem negociadas. As companhias que enfrentam mais problemas para o transporte de sua produção são as que comerciali
Com saques e roubos, dirigir caminhão na Venezuela vira uma das atividades mais perigosas

Com saques e roubos, dirigir caminhão na Venezuela vira uma das atividades mais perigosas

Notícias
Passa da meia-noite em uma das estradas mais perigosas da América Latina e o caminhoneiro venezuelano Humberto Aguilar percorre a escuridão com 20 toneladas de legumes recém-colhidos dos Andes para serem vendidos em Caracas. Quando ele partiu, durante o pôr do sol na cidade de La Grita, no oeste da Venezuela, para sua viagem de 900 km, Aguilar sabia que sua vida estava em perigo. Com a fome generalizada em meio a uma implosão econômica dolorosa sob o comando do presidente Nicolas Maduro, a Venezuela enfrenta um aumento assustador nos ataques em estrada, cada vez mais sem perigosas. Poucos dias antes, Aguilar contou que entrou em desespero quando centenas de saqueadores atacaram um comboio estacionado. Eles tiraram leite, arroz e açúcar de outros caminhões, mas não levaram seu
Tecnologia já evita mais de 90% dos roubos de cargas no Brasil

Tecnologia já evita mais de 90% dos roubos de cargas no Brasil

Notícias
Como gato e rato nos desenhos animados, empresas transportadoras de cargas se munem de tecnologias cada vez mais avançadas para escapar das garras do crime organizado - que também já usa equipamentos bastante modernos para atacar. Só no ano passado, segundo a Associação Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas e Logísticas, mais de 24 mil roubos foram registrados no Brasil - um prejuízo de 1 bilhão e 300 milhões de reais. Hoje, a maioria das seguradoras exige que os caminhões tenham soluções avançadas de segurança para que se seja feita a cobertura da carga em caso de roubo. Entre as principais tecnologias de proteção de carga estão o monitoramento remoto e até o bloqueio automático do veículo, mas já existe empresa que envia de forma autônoma um drone para acompanhar um caminhão car
Rio e SP lideram ranking de roubos de cargas no país; região Norte está em último lugar

Rio e SP lideram ranking de roubos de cargas no país; região Norte está em último lugar

Notícias
O roubo de cargas no país tem crescido nos últimos anos, especialmente na região sudeste, que concentra 84,68% dos casos. No ano passado foram registrados cerca de 24,5 mil casos, um aumento de 27,5% em relação a 2015, com prejuízo de mais de  R$ 1 bilhão, conforme dados divulgados recentemente pela Associação Nacional de Transporte Rodoviário de Cargas e Logística. Os estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, juntos, contabilizam 80,66% das ocorrências. A região norte aparece em último lugar nessa estatística, apesar de abrigar um grande polo industrial, como a Zona Franca de Manaus. Foram 237 roubos em 2016, 0,96% do que foi registrado em todo o país. O prejuízo calculado é de 23 milhões de reais. O primeiro-secretário do Sindicato das Empresas de Agenciamento, Logística e
Seguradoras de transporte recusam propostas no Rio

Seguradoras de transporte recusam propostas no Rio

Notícias
Um dos líderes de roubos a caminhões é preso e estado anuncia mudança na estratégia da Força Nacional O alto índice de roubo de cargas no Rio começa a refletir no serviço prestado pelas seguradoras. Algumas empresas já se recusam a realizar entregas no estado, enquanto outras exigem uma contrapartida para que o risco seja reduzido. Presidente da Comissão de Transportes da Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), Alexandre Leal destaca essa dualidade. Uso de rastreadores E divisão da carga em caminhões menores para fazer a distribuição no Rio são algumas das condições impostas pelas empresas. Ele ressalta que as seguradoras exigem um adicional de aproximadamente 30% do valor da carga para arcar com possíveis prejuízos. Durante a manifestação dos caminhoneiros na manhã de ontem, mu