Tag: br163

Chuvas e maior fluxo de caminhões travam a BR-163 no Pará

Chuvas e maior fluxo de caminhões travam a BR-163 no Pará

Notícias
Principal rodovia de escoamento da produção agrícola vai suportar 4 milhões de toneladas a mais este ano e 1.600 caminhões por dia O agricultor gaúcho Argino Bedin tinha 25 anos quando chegou a Mato Grosso, ainda no final da década de 1970, e decidiu fincar raízes em uma agrovila a 412 quilômetros ao norte de Cuiabá. Na mesma época, vindo do noroeste do Paraná, José Carlos da Silva, então com 18 anos, seguiria ainda mais longe. Seu pai, um pequeno sitiante em Goioerê, havia vendido tudo para buscar terras baratas e uma vida nova no sul do Pará. Com trajetórias distintas, esses migrantes se tornariam personagens da história de sucessos e fracassos, avanços e retrocessos que fez a fama da BR-163, no lendário trecho de 1.700 quilômetros entre Cuiabá e Santarém (PA). Foram também testemunh
Nortão: DNIT inspeciona trecho da BR-163 danificado pelas fortes chuvas e tráfego segue interditado

Nortão: DNIT inspeciona trecho da BR-163 danificado pelas fortes chuvas e tráfego segue interditado

Notícias
Um engenheiro do DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura - inspecionou, há pouco, o trecho da BR-163 em Itaúba (90 km de Sinop) onde parte do asfalto caiu, ontem à noite, além do barranco, devido as fortes chuvas, e interrompeu totalmente o tráfego. Havia possibilidade de meia pista ser liberada, esta manhã, para veículos e caminhonetes, mas foi descartada porque meia pista pode desabar a qualquer momento a o tráfego segue totalmente interditado.  Ainda não foi feita estimativa de quantos dias deve durar o trabalho de reconstrução do bueiro que não suportou o grande volume de águas e acabou se rompendo. Continua chovendo o que impede as equipes de iniciarem o trabalho emergencial no trecho. O DNIT confirmou que não existe possibilidade de ser feito desvio no local.
Safra Segura 2018 leva saúde e serviços ao caminhoneiro na BR-163

Safra Segura 2018 leva saúde e serviços ao caminhoneiro na BR-163

Notícias
Bem estar, saúde e segurança viária são os três pilares do Safra Segura 2018, lançado pela Rota do Oeste. A primeira edição do ano ficará na Capital até o dia 22 de fevereiro e depois segue para Rondonópolis, nos dias 27 e 28 de fevereiro e 1º de março. O projeto, que tem como objetivo oferecer serviços de saúde aos motoristas, também traz como foco a prevenção de acidentes no período da safra, de fevereiro a abril. O gerente de Sustentabilidade da Rota do Oeste, Marcelo Prado, explica que o Safra Segura faz parte do conjunto de ações da Concessionária voltadas para a segurança do usuário da BR-163, principalmente, os caminhoneiros. Para o evento, foram firmadas parcerias com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), DETRAN/MT, Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (SEJUDH/MT), S
Agricultores de MT enfrentam dificuldades para escoar a produção

Agricultores de MT enfrentam dificuldades para escoar a produção

Notícias
Buracos, lama e poeira na BR-163 desafiam os caminhoneiros. Depois de todo o trabalho do cultivo e da colheita da safra, os produtores de Mato Grosso ainda enfrentam sérios problemas para escoar seu produto até os portos do Norte. A principal ligação, a BR-163, continua um desafio para os caminhoneiros. A viagem pela BR-163 deu prejuízo de novo para o caminhoneiro Antônio Luiz Cardos. Mais um pneu do caminhão dele foi destruído. “Todas as descidas têm buraco e tem que frear. Por que não coloca uma terra, um troço pra arrumar aquilo? Isso é um absurdo”, reclama. A BR-163 é uma rota importante para escoar a safra de grãos do norte do Mato Grosso. São quase mil quilômetros entre Sinop e o porto de Miritituba, em Itaituba, no Pará. No trecho paraense são, pelo menos, 100 quilômetros
Trânsito volta a fluir normalmente na BR-163

Trânsito volta a fluir normalmente na BR-163

Notícias
Segundo o DNIT, tanto as carretas carregadas quanto as descarregadas estão trafegando sem restrições O tráfego voltou a fluir normalmente nos dois sentidos da BR-163 no Pará, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), em nota. No trecho conhecido como Serra do Moraes, um pouco antes de Moraes Almeida, no sudoeste do Estado, as equipes estão controlando a passagem das carretas para que os caminhões não subam muito próximos uns dos outros. "Tanto as carretas carregadas quanto as descarregadas estão trafegando sem restrições", disse o Dnit. Ainda conforme o departamento, o Exército está executando manutenção nesse ponto. A chuva forte no Pará na semana passada atrapalhou o escoamento da produção agrícola pela BR-163. Caminhoneiros vinham encontrando dificuldade para
Caminhoneiros de Mato Grosso começam a ficar sem água e alimentação em trecho com atoleiros na BR-163 no Pará

Caminhoneiros de Mato Grosso começam a ficar sem água e alimentação em trecho com atoleiros na BR-163 no Pará

Notícias
Centenas de motoristas estão ficando sem água para beber e preparar a alimentação. Eles estão parados com carretas e caminhões carregados há mais de uma semana, em um trecho sem asfalto, de pelo menos 50 quilômetros na rodovia federal, nas proximidades da comunidade Riozinho, cerca de 22 quilômetros de Morais Almeida, no Pará (695 quilômetros de Sinop). De acordo com um motorista e morador de Guarantã do Norte, João Carlos Miranda, a fila já passa de 20 quilômetros. “Estamos no meio da floresta sem água e estão acabando os mantimentos. Todo mundo está preocupado. A mesma história do ano passado está se repetindo novamente. No mínimo, já deve ter uns mil caminhões parados”. Conforme Só Notícias já informou, ontem, o tráfego de carretas que saem de Mato Grosso levando grãos até
BR-163: chuvas e atolamentos podem encarecer o frete durante a colheita da soja

BR-163: chuvas e atolamentos podem encarecer o frete durante a colheita da soja

Notícias
As paralisações que aconteceram no ano passado não devem se repetir, mas produtores se preocupam com possíveis atrasos nas entregas da soja e encarecimento do frete Muitos produtores dependem da rodovia BR-163 para transportar a soja. Porém, um trecho de 90 quilômetros sem pavimentação causa prejuízos recorrentes para quem pretende exportar a soja pelos portos do Norte do Brasil, especialmente quando há a incidência de chuvas, o que causa atolamentos de caminhões e atrasos no transporte. O município de Sorriso (MT), um dos principais produtores de grãos do Centro-Oeste, depende exclusivamente da BR-163 para o escoamento de grãos com destino aos portos de Miritituba e Santarém, na região Norte do Brasil. Outras rotas que usam a BR-163 seguem para Santos ou Paranaguá, nas regiões Sudeste
BR-163: obras interditam trecho da rodovia em Mato Grosso até sexta-feira

BR-163: obras interditam trecho da rodovia em Mato Grosso até sexta-feira

Notícias
Segundo o DNIT, a interdição é necessária para o reparo de desentupimento de dreno e reconstrução do pavimento na pista A Superintendência Regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT-MT) informa que, desde domingo (21/01), há interdição parcial da pista BR-163/364/MT nas proximidades do município de Santa Elvira (MT). A interdição é necessária para o reparo de desentupimento de dreno e posterior reconstrução do pavimento asfáltico na pista de rolagem esquerda – sentido Santa Elvira a Cuiabá. Obras na BR-163/364 De acordo com comunicado do DNIT, o tráfego no trecho está sendo liberado em sistema de Pare e Siga, o qual permanecerá até sexta-feira (26/01), quando está previsto o término das obras. Devido ao grande volume de veículos que circulam pela rodo
Obra para evitar atoleiros na BR 163 não deve ser concluída este ano, diz ministro

Obra para evitar atoleiros na BR 163 não deve ser concluída este ano, diz ministro

Notícias
Os atoleiros na BR 163 que tiraram o sossego de caminhoneiros e prejudicaram o escoamento de grãos no arco norte brasileiro, no ano passado, podem voltar a se repetir em 2018. O Exército foi convocado para pavimentar a estrada e atua na região desde setembro do ano passado. O prazo de entrega da obra é até o final do ano, mas na opinião do ministro da Agricultura Blairo Maggi o trabalho não será concluído a tempo.  A BR 163 liga Cuiabá, em Mato Grosso, a Santarém, no Pará, e é considerada uma importante via de escoamento da produção de grãos do Centro-Oeste pelos portos paraenses. A rodovia tem 955 quilômetros de extensão, dos quais 100 quilômetros não estão asfaltados. O investimento para asfaltar o trecho de 65 quilômetros entre Novo Progresso e Igarapé do Lauro, no Pará, está
Pedágio na BR-163/MS será reajustado

Pedágio na BR-163/MS será reajustado

Notícias
Valores das tarifas básicas aumentarão entre R$ 0,40 e R$ 0,50 nas diferentes praças de pedágio As tarifas de pedágio na BR-163 no Mato Grosso do Sul, entre a divisa com o Mato Grosso e com o Paraná, aumentarão a partir do dia 14 de setembro. O trecho é administrado pela CCR MS Via – Concessionária de Rodovias Sul-Matogrossense. A cobrança dos novos valores foi autorizada pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). O aumentou varia de R$ 0,40 a R$ 0,50, dependendo a praça de pedágio. Em Novo Mundo, a tarifa passará de R$ 4,60 para R$ 5,00; na praça de Itaquiraí/Naviraí, a tarifa sai de R$ 6,50 para R$ 6,90; em Caarapó, de R$ 6,50 para R$ 7,00; na praça de Rio Brilhante, a tarifa aumenta de R$ 6,60 para R$ 7,00; em Campo Grande, de R$ 7,40 para R$ 7,80; na praça Bandeira