Tag: arla32

Resolução 666/17 regulamenta a fiscalização do uso do ARLA

Resolução 666/17 regulamenta a fiscalização do uso do ARLA

Notícias
Foi publicado no Diário Oficial a Resolução do CONTRAN 666/2017, que regulamentou a fiscalização do uso do ARLA por veículos pesados. Agora, as burlas ao uso do Arla-32 passam a ser consideradas infração de trânsito, enquadradas no artigo 230, inciso IX, do Código de Trânsito Brasileiro. MINISTÉRIO DAS CIDADES CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO N° 666, DE 18 DE MAIO DE 2017 Dispõe sobre a fiscalização do sistema de controle de emissão de poluentes de veículos diesel pesados, ou seja, com PBT acima de 3856 kg, produzidos a partir de 2012. O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO (CONTRAN), no uso da competência que lhe confere o artigo 12, inciso I, da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro e nos termos do disposto no Decreto nº 4.711
“Operação Atmosfera” apreende caminhões e aplica multas por irregularidades no uso do Arla 32

“Operação Atmosfera” apreende caminhões e aplica multas por irregularidades no uso do Arla 32

Notícias
Em parceria com o IBAMA e a CETESB, a operação piloto fiscalizou 250 veículos em São Paulo Na última semana, a Polícia Rodoviária Federal e o IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) realizaram a ‘Operação Atmosfera’, destinada à fiscalização de veículos quanto ao uso do Arla 32. Considerada uma operação piloto, a inspeção ocorreu nas cidades de São José do Rio Preto (Rodovia Transbrasiliana – BR-153), Itapecerica da Serra (Régis Bittencourt – SP-230) e Guarulhos (Via Dutra – SP-60). Utilizado em veículos de carga com sistema SCR (Catalisadores de Redução Seletiva), o ARLA 32 é um reagente químico à base de ureia, necessário para atender a fase P7 do Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores (PROCONVE) regulamentado pe
Fraude no Controle de Emissões de  Veículos Diesel Cresce no País

Fraude no Controle de Emissões de Veículos Diesel Cresce no País

Notícias
Centenas de estudos científicos comprovam que a emissão dos poluentes atmosféricos gerados pelo tráfego de veículos é danosa para a saúde e para o ambiente. Contudo, apesar da importância do tema e enorme quantidade de informações científicas existentes, setores da sociedade insistem em ignorar a sua responsabilidade ambiental e, conscientemente, burlam as exigências das regulamentações ambientais. Esse é o caso da mais recente etapa de controle dos poluentes emitidos pelos veículos diesel pesados. Referimo-nos à etapa P7, do Programa Nacional de Controle da Poluição por Veículos Automotores – Proconve, que vem sendo objeto de fraudes por caminhoneiros e empresas de transporte rodoviário desde 2012, quando entrou em vigor. Essa regulamentação, estabelecida pelo Conselho Nacional do Meio A