SEST-SENAT Joinville deve ter escola de motoristas após sugestão do Setracajo

Proposta surgiu devido a demanda do mercado e como forma de dar oportunidade de capacitação a novos profissionais. (Foto: reprodução)

SEST-SENAT Joinville deve ter escola de motoristas após sugestão do Setracajo

A previsão de inauguração da unidade é para o dia 10 de novembro

O SEST-SENAT Joinville pretende implantar uma Escola de Motoristas. Trata-se de uma primeira iniciativa atendendo uma demanda apontada pelo Setracajo, em sugestão do vice-presidente do sindicato, Jácomo Isotton.

A proposta da escola foi apresentada pelo supervisor do SEST-SENAT Maurus Fiedler, e pela diretora operacional da unidade, Adriana Domingues de Souza, na reunião da diretoria do sindicato, realizada no dia 13 de outubro em formato on-line. Acompanharam o presidente do Setracajo, Paulo Zendron, o diretor executivo Irineu Späth, com a participação do presidente do Conselho Regional do SEST-SENAT, Ari Rabaiolli, que também responde pela liderança da Fetrancesc.

A previsão de inauguração da Unidade do SEST-SENAT Joinville é o dia 10 de novembro. A data inicial estava marcada para o dia 31 de março, porém foi adiada por conta da pandemia do novo coronavírus.

A meta da Escola vai além de implantar um curso técnico para jovens. “A ideia é levar palestras aos alunos desde as séries iniciais até o ensino médio, com o objetivo de despertar o interesse pelo setor do transporte”, explica Maurus. Faz parte da atuação da entidade oferecer cursos para jovens aprendizes de 16 a 24 anos.

– De um lado, temos uma grande necessidade social de motoristas profissionais, importante atividade para a sociedade. E do outro lado, temos um problema social com a dificuldade dos mais jovens ingressarem no mercado de trabalho. Diante disso, propomos a inclusão dessa preparação, criando possibilidade de emprego, lembrando que a chance de rendimentos vai de R$ 4 a R$ 7 mil – comenta Jácomo. Para ele, esse trabalho em conjunto vai contribuir também para a criação de empregos formais.

O supervisor Maurus avalia que o papel da Escola de Motoristas será semelhante à Esatran, que foi iniciativa do Setracajo. “De forma gratuita, ajudará os interessados em ingressar no mercado de transporte de cargas e passageiros. Inclusive, abrirá oportunidade para quem está buscando trabalho”, complementa.

Fonte: NTC&Logística Notícias

Comentarios