Renault Trucks vestido de F1

T HIGH RENAULT SPORT RACING Foto: Renault Trucks

Nova série limitada da marca ganhou atenção do time de design da divisão de automobilismo da fabricante

T High Renault Sport Racing é a mais recente edição especial da marca francesa, resultado de uma parceria da fabricante com a Renault Sport Racing, braço esportivo da montadora. Aliás, a associação tem caráter no mínimo curioso, afinal, a Renault Trucks pertence à sueca Volvo Trucks desde 2001.

Limitada a 99 unidades, a série exibe o amarelo, chamado de Sirius, e o grafismo que identifica os carros da equipe de Fórmula 1 da Renault nas pistas. Concebido a partir da cabine topo de linha da fabricante, o modelo com visual esportivo recebeu ainda mais conforto e requinte.

Em contraste com o amarelo, a cabine ganhou diferentes tons de preto, do brilhante ao fosco, percebidos na cobertura dos espelhos retrovisores, na grade dianteira e no entorno do para-brisa. A estética esportiva ainda está nas rodas pintadas e nas carenagens laterais. Cada unidade também terá placa de identificação numerada, espécie de selo de origem de fabricação da fábrica de Bourg-en-Bresse, onde toda a série será produzida.

Por dentro, o acabamento privilegia o couro com costuras amarelas aparentes nos estofados e na tapeçaria, fornecidos pela Recaro. O teto alto e o piso plano oferecem total liberdade de movimentação. O painel segue identidade gráfica da Renault Sport com detalhes de fibra de carbono e, novamente, contorno em amarelo da equipe esportiva.

O pacote de recursos para o motorista traz ar-condicionado automático, sistema de navegação e entretenimento em tela de 7 polegadas sensível ao toque e dispositivos de auxílio de condução para economia de combustível, como o Optivision, sistema que memoriza rotas para posteriormente cumprir a viagem com mais eficiência, e de segurança, como piloto automático adaptativo e faróis xênon que acompanham as curvas.

Destinado para as operações de longas distâncias rodoviárias o T High Renault Sport Racing seguramente não é tão ágil quanto os RS18 da Fórmula 1, mas o cavalo-mecânico não decepciona quando o assunto é desempenho. O caminhão carrega motor de 13 litros que desenvolve 520 cv e torque de 249 kgfm que surge a 1.000 rpm. O trem de força traz ainda a caixa de câmbio automatizada Optidriver de 12 marchas.

A fabricante não revelou preço, mas deve valer cada centavo ao condutor que quiser se sentir como um piloto de Fórmula 1 ao transportar carga.

Fonte: Estradão

Comentarios