Motorista, o transportador de sonhos!

“Todo dia é a mesma coisa. Acordo, recolho as tralhas, visto a roupa, calço o sapatão. Preparo a água, o lanche, dou um tapa no rosto, tomo um café amargo, ligo o caminhão. Enquanto muitos ainda dormem eu já checo a lona, confiro o destino e caio no estradão.

Por horas a fio minha única companhia é o rádio. Por dias a fio minha única confidente é a estrada. Nos postos deste Brasil descanso o peso de levar tantas riquezas por tantos caminhos.

Em casa ficou aquilo que eu mais amo, a família, o cachorro, o carro que eu tanto cuido. Todos os meses, o que resta de um frete insuficiente vai para a poupança, pensando na universidade dos filhos, lá no futuro.

Os dias não são fáceis. Tem tristeza, tem lamento, tem solidão. E quando tudo parece não ter solução, olho no retrovisor e vejo pendurado meu querido São Cristóvão. Fecho os olhos e peço em oração.

Existem esforços de algumas autoridades para melhorar nosso dia a dia. Mas o que eu vejo é tanto descaso que me causa agonia. Quem sabe um dia seremos valorizados e nossa profissão será só alegria.

Neste nosso Dia penso nos outros profissionais. A médica que cura, a advogada que defende, o empresário que possui. Penso no lavrador que planta, no operário que constrói, no professor que educa e instrui.

Mas nós, amigos caminhoneiros, não transportamos cargas. Levamos sonhos. O sonho da criança que espera por um brinquedo, o sonho de um doente que sofre pelo remédio, o sonho de uma mãe que aguarda pela comida de seus filhos todos os dias.

Levamos os sonhos de todos. Sonhos daqueles que nem sonham, sonhos daqueles que sonham acordado. Sonho seu, sonho meu, sonho nosso! O sonho de um dia ver tudo mudado.”

Essa é a minha singela homenagem a todos os motoristas do Brasil, em especial aos caminhoneiros que levam muito mais do que cargas, levam sonhos por todo o país.

Obrigada por existirem.

Abraço, o Chapa!

Comentarios