Montadora Ford estreia no segmento de extrapesados

Olá amigos! Parece que o ano de 2013 promete esquentar o mercado de caminhões e também as novidades em peças e acessórios para os brutos.

No segundo semestre de 2012, as montadores e fabricantes de acessórios e peças para caminhões já haviam anunciado vários lançamentos para este ano. Após o anúncio, o primeiro lançamento foi da Scania que apresentou em novembro do ano passado, o caminhão 6×2/4, com tecnologia e tração desenvolvidas para reduzir os custos operacionais do cliente e melhorar o desempenho nas estradas. Já no mercado, os caminhões podem ser encontrados nos modelos de cabine P, G, R e Highline, com potências que variam entre 360 até 480 cavalos.

Ontem, dia 23 de janeiro, foi a vez da montadora Ford anunciar sua estreia no segmento de caminhões extrapesados. Lançado simultaneamente no Brasil e na Turquia, o novo modelo da linha Ford Cargo foi o resultado de pesquisas desenvolvidas entre engenheiros da filial brasileira e de pesquisadores da Europa e da Turquia.

Segundo informações da montadora o novo Ford Cargo é um veículo resistente, confiável e economicamente acessível. O diretor de Operações de Caminhões da Ford América do Sul, Oswaldo Jardim, afirmou que o novo caminhão oferece alto desempenho e conforto – como isolamento acústico, suspensão e precisão de comandos – , bem como ótima dirigibilidade e economia operacional. O novo modelo também busca excelência de performance, ou seja, de economia de combustível, e máxima capacidade de carga.

A Ford ainda não revelou a motorização e nem o preço do modelo que será lançado oficialmente até outubro deste ano no Brasil e que já começou a ser vendido na Europa. No entanto, o protótipo apresentado ontem trazia um motor de 420 cavalos de potência e uma capacidade de carga de mais de 47 toneladas. Os planos são para que os caminhões produzidos na montadora de Camaçari, na Bahia, possam ser exportados para a Argentina, na América do Sul e aumentam a participação dos extrapesados na economia do país.

Essas novidades são também resultado dos estímulos econômicos dados pelo governo, como redução do IPI e incentivos fiscais para empresas que desenvolvam tecnologias que beneficiem diretamente os consumidores. As medidas fazem parte de um pacote econômico que começou em 2012 e pretende aquecer o mercado produtivo brasileiro neste ano. Podem esperar, que haverá muita novidade para o segmento neste ano.

Abraço do Chapa!

Comentarios