Mercado de implementos segue em recuperação

Desempenho do segmento registra crescimento de 55% no acumulado do ano até maio

Os emplacamentos de implementos rodoviários mais uma vez apresentaram tendência de recuperação do setor de transporte rodoviário de carga. Dados da Anfir, associação que reúne os fabricantes do segmento, mostram que de janeiro a maio o mercado absorveu 31.532 unidades, alta de 55,58% sobre o mesmo período do ano passado, de 20.268 produtos entregues.

Para o presidente da entidade, Norberto Fabris, o desempenho mostra um “movimento consistente de recuperação de mercado, apesar de a economia não dar sinais uniformes de crescimento”.

A ponderação de Fabris tem respaldo nas vendas do chamado segmento Leve, de carroceria sobre chassi. Embora os emplacamentos tenham registrado variação de 36,4%, de 11.614 unidades, nos cinco primeiros meses do ano passado, para 15.842 no acumulado deste ano, a retomada ocorre de maneira mais lenta.

“Os implementos rodoviários dessa fatia de mercado são destinados majoritariamente a operações logísticas urbanas. Sem o aquecimento devido no mercado consumidor nas cidades, as vendas no segmento tendem a se recuperar em ritmo menor”, avalia o dirigente.

Publicidade:



O cenário é bem diferente nas vendas do segmento de pesados, de reboques e semirreboques. No acumulado do ano até maio, a indústria de implementos distribuiu 15.690 equipamentos, crescimento de 81,30% sobre os 8.654 produtos entregues um ano antes.

Destaques para as evoluções nas vendas de semirreboques como dolly, de 171,78%, de 489, de janeiro a maio de 2017, para 1.329 unidades neste ano, baús frigoríficos, de 134,93% (257 para 603 unidades) e graneleiros, com alta de 97,82% (1.973 para 3.903 equipamentos).

“O segmento de pesados se beneficia da retomada que ocorre em outros setores industriais, em especial no agronegócio”, resume Mario Rinaldi, diretor executivo da Anfir.

Fonte: Estradao

Comentarios