Limpeza do diesel do caminhão deve ser feita a cada seis meses

Bactérias no combustível diminuem a vida útil do caminhão Fotos: Agência Diário

Amigo caminhoneiro, você observa com cuidado o diesel do caminhão? Você sabia que não realizando uma diálise no tanque do combustível, a cada seis meses, a vida útil do seu caminhão poderá ser reduzido? Pois é, hoje, os tanques a diesel de caminhões possuem um inimigo invisível a olho nu. Estamos falando das colônias de bactérias.

Quem explica melhor o que são essas colônias de bactérias é o caminhoneiro e sócio da empresa Mandacaru Lubrificante, Mário Garbine. “Nós caminhoneiros vivemos hoje com um grave problema. Que são as bactérias que se forma no fundo dos tanques. Isso ocorre, pois nosso diesel tem a propriedade de atrair água e a inclusão de mais matéria orgânica no diesel gera mais um tipo de bactéria”, explica.

Ainda sobre a formação das bactérias, o especialista conta que elas vão de formando rapidamente, já que a água é mais pesado do que o óleo diesel e a tendência é ela ficar sempre na parte de baixo dos recipientes. E para retirar essas bactérias do fundo do tanque a diesel de caminhões, há oito anos, um alemão radicado no Paraná desenvolveu um filtro que realiza essa limpeza separando com sucesso o diesel e as impurezas dentro dele. Trata-se da Eurofilt. “Mais ou menos nove anos um alemão que mora na Região do Sul desenvolveu o produto que os filtros especiais trabalham com esse objetivo. De extrair essas bactérias dos tanques e beneficiando sua frota”.

O diesel é limpo e bom para o meio ambiente. No entanto, a não limpeza dos tanques produzirá colônia de bactérias, o que é ruim para o veículo

Diálise do tanque

Segundo Mário Garbine, o melhor remédio para combater as colônias de bactérias é a realização de uma diálise. A diálise, conforme ele, é um serviço que utiliza uma máquina (bomba) que suga o óleo diesel do próprio tanque do carro, as impurezas do fundo do tanque, onde elas se depositam, e vai passando por um filtro de 30 microns e depois pelos os cartuchos, de 5 microns terminando em um micra. Então ela consegue fazer a separação da água e reter os sólidos que a máquina buscou. É como se fosse um aspirador.

“A cada seis meses é recomendável fazer a diálise nos tanques veiculares. Só que, nós caminhoneiros, não temos essa cultura. Esse acúmulo de água ocorre por causa do clima. Calor de manhã, frio a noite. Então condensa, o próprio recipiente, o tanque de combustível e acontece condensação e produz enfim a água e bactérias”, conta.

A Mandacaru Lubrificante é representante exclusivo da Euro Filt no Ceará e hoje atua em empresas de transportes, transportadoras, loja de peças, dentre outras. “Hoje é fundamental realizar essa limpeza dos tanques. Se o amigo caminhoneiro não o fizer, essa formação de sujeira no diesel, faz com que corroa as unidades da injeção, bicos injetores, nos carros. Você não tem sensores que indicam o problema e vai colar anéis e perder o motor muito mais cedo”, garante.

Segundo Mário Garbine, um motor de caminhão é programado para realizar a primeira manutenção grande em torno a 800 mil quilômetros. Se não realizar a limpeza no tempo previsto, o caminhoneiro irá fazer quando o caminhão estiver com 350 e 400 mil quilômetro, o que é trágico para o veículo. “É quase a metade do que é recomendável pelo próprio manual do caminhão”, conta o especialista. O valor da diálise, na Mandacaru Lubrificantes custa em média R$ 100,00 nos tanques de 300 litros. O serviço não demora e é feito na casa do cliente. Não é necessário pôr o carro para funcionar.

FIQUE POR DENTRO

Mudanças nos tipos de diesel pela Petrobras

Hoje, a empresa brasileira Petrobras, com a Norma Euro 5, o diesel teve que sair da Euro 3, para Euro 5. Isso obrigou ao diesel migrar do diesel S 1.800, para o S500, S50, até chegar ao atual, que é o S10. No próprio site da Petrobras, o caminhoneiro ou qualquer outra pessoa vai encontrar manual de utilização de diesel. O óleo diesel possui uma propriedade chamada de higroscopia que é a propriedade que certos materiais possuem de absorver água, umidade do meio ambiente.

Como há a redução de enxofre, a Petrobras de forma inteligente chegou a conclusão de que hoje, ela utiliza 5% de Biodiesel, de matéria orgânica no diesel. Ela deverá aumentar para 7, a inclusão de Biodiesel, no combustível devido a baixa lubricidade do diesel S10. O S50 foi um diesel que durou pouco tempo no mercado, pois a Petrobras desenvolveu, o S10 que é um que deverá ficar em produção permanente.

FONTE

Comentarios