Jansen Bueno busca o pódio em Guaporé para “eliminar página suja”

Jansen Bueno define a conquista de um resultado positivo em Guaporé como “questão de honra” - Foto: Larissa J. Riberti

A oitava etapa do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck destaca um objetivo especial para Jansen Bueno. O paranaense da DB Motorsport cumpre sua temporada de estreia na categoria e vai pilotar um caminhão pela primeira vez no circuito de Guaporé (RS), onde a conquista de um resultado positivo na corrida deste domingo (13) é “questão de honra” para o competidor de 23 anos. Os treinos da etapa guaporense terão início na sexta-feira (11).

“Guaporé é uma página suja na história da nossa equipe, e precisamos eliminar essa mancha”, diz o piloto, citando o sério acidente sofrido por Diumar Bueno, seu pai, nos treinos livres para a etapa de 2012 no Autódromo Nelson Luiz Barro, na cidade da Serra Gaúcha. Diumar perdeu eficiência dos freios em plena reta, seu caminhão destruiu uma das muretas de proteção e despencou de uma altura de mais de 15 metros até a via de acesso aos boxes.

A volta da categoria a Guaporé fez com que o acidente de um ano atrás voltasse a ser assunto nos círculos frequentados por Jansen Bueno. “Eu nem estava no autódromo no dia do acidente do meu pai, estava correndo em outra cidade pelo Brasileiro de Spyder Race. Foi um momento de muito drama para todos nós, as pessoas me perguntam se correr em Guaporé não me preocupa depois de tudo que aconteceu. E não, não me preocupa”, comenta.

Diumar Bueno foi submetido a mais uma cirurgia no mês de agosto. “É para ter sido a última cirurgia. Ele já está caminhando com mais facilidade, melhorou bastante. Toda a parte de calcificação já foi superada, agora é dedicação à fisioterapia para recuperar musculatura e flexibilidade dos tendões. Ele está ótimo”, descreve Jansen. “Meu pai já foi comigo a seis corridas neste ano. Em Guaporé, não vai poder estar, por compromissos profissionais”.

O piloto do Volvo número 11 da DB Motorsport manifesta simpatia pelo traçado de 3.080 metros de Guaporé. “Venci a etapa de 2012 do Brasileiro da Spyder Race lá, pela categoria Light. É um traçado ótimo, e já conhecer a pista vai me ajudar agora, na Truck. Em várias pistas onde eu nunca tinha corrido eu gastava tempo de treino aprendendo o traçado. Tendo essa referência do ano passado, posso focar só o desenvolvimento do equipamento”, planeja.

Subir ao pódio é a meta de Jansen Bueno. “Desta vez tenho a motivação de ‘vingar’ o que aconteceu com o meu pai. Meu caminhão é muito bom em corrida. O Volvo é consistente, mas não é tão rápido nos treinos. A meta desta vez é conseguir largar um pouco mais à frente. Na corrida, os outros diminuem um pouco de potência para ter resistência. Nós mantemos o mesmo nível. Largando mais à frente, o caminho para o pódio fica mais curto”.

As atividades de pista em Guaporé serão iniciadas às 11h de sexta, com o primeiro treino livre. A segunda está marcada para as 14h – serão 60 minutos em cada sessão. No sábado (12) haverá mais dois treinos livres, às 8h30 e às 10h15, com 45 minutos, cada. O treino classificatório terá início às 13h e será transmitido ao vivo no site formulatruck.com.br. A corrida, domingo (13), terá transmissão ao vivo da Rede Bandeirantes, a partir das 13h.

Após sete das dez etapas, a classificação do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck é a seguinte:

1º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, 104
2º) Leandro Totti (PR/Volkswagen), RM Competições, 90
3º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF Santos, 84
4º) Paulo Salustiano (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 77
5º) Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF Santos, 75
6º) Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento, 71
7º) Felipe Giaffone (SP/MAN), RM Competições, 62
8º) Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis, 59
9º) Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, 58
10º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians, 46
11º) Diogo Pachenki (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, 40
12º) André Marques (SP/Volkswagen), RM Competições, 37
13º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 72 Sports, 32
14º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, 30
15º) Alberto Cattucci (SP/Volvo), ABF/Volvo, 24
16º) Rogério Castro (GO/Volvo), ABF/Volvo, 22
17º) Alex Caffi (ITA/Iveco), Dakarmotors, 21
18º) Adalberto Jardim (SP/Volkswagen), RM Competições, 20
19º) Jansen Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, 18
20º) Ronaldo Kastropil (SP/Scania), Ticket Car Corinthians, 17
20º) Débora Rodrigues (SP/Volkswagen), RM Competições, 17
22º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, 15
23º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis, 13
24º) Edu Piano (SP/Ford), Território Motorsport, 12
25º) Luiz Lopes (SP/Iveco), Lucar Motorsports, 10
26º) Raijan Mascarello (MT/Ford), 72 Sports, 3

Grelak Comunicação 

Comentarios