Governo faz corte no Imposto de Renda dos caminhoneiros autônomos

Os caminhoneiros autônomos de todo o Brasil comemoram a redução da base de cálculo para o pagamento do Imposto de Renda. A base passa dos atuais 40% para 10% sobre o rendimento bruto dos autônomos. A medida vale a partir de 1º de janeiro de 2013.

Foto: Amauri Lamari

O subsecretário de Tributação da Receita, Sandro Serpa, disse que a medida visa reduzir o custo dos caminhoneiros autônomos, o que deve se refletir no barateamento do frete.

Além disso, acredita Serpa, o IR menor deve dar mais espaço financeiro para os caminhoneiros trocarem seus veículos por modelos mais novos. A Receita estima que a redução do IR para caminhoneiros autônomos vai implicar numa renúncia fiscal de R$ 1,21 bilhão em 2013 e de R$ 1,34 bilhão em 2014.

A notícia foi divulgada no final da semana passada, quando a Presidência da República editou a Medida Provisória nº 582. A União Nacional dos Caminhoneiros, entidade que representa os transportadores autônomos, presidida por José Araújo “China” da Silva, divulgou nota em que celebra a conquista e conta a história do pleito dos caminhoneiros, que já era antigo.

“Primeiro, conseguimos acabar com a carta frete e dar condições dignas para o trabalho ao autônomo e sua inclusão social. Com a formalidade do pagamento do frete, também era importante reduzir o imposto de renda para a classe, que passa a ser efetivamente um contribuinte, podendo, assim, ter acesso aos recursos dos planos do Governo para renovação da frota e financiar melhores equipamentos e tecnologias para o exercício da atividade”, diz o presidente da Unicam, China.

O governo realizou algumas simulações de renda em diversas situações para que todos visualizem como ficam as contribuições dos transportadores autônomos de carga ao Imposto de Renda (clique na imagem para ampliar):

Fonte: http://transporte-seguro.com

Comentarios