Gigantes da indústria se comprometem com relatórios transparentes de emissões causadas pelo transporte marítimo

COPENHAGUE, Dinamarca, 7 de outubro de 2020 /PRNewswire/ — O Sea Cargo Charter (Estatuto de Transporte Marítimo) estabelece uma nova referência para transporte marítimo responsável, relatórios climáticos transparentes e tomada de decisão aprimorada em consonância com as metas de descarbonização das Nações Unidas.

A organização internacional sem fins lucrativos Global Maritime Forum anunciou hoje que um grupo das maiores empresas mundiais de energia, agricultura, mineração e comércio de commodities avaliará e divulgará, pela primeira vez, o alinhamento climático de suas atividades de transporte marítimo.

As agências das Nações Unidas estimam que o setor de transporte marítimo internacional realize cerca de 80% dos fluxos comerciais mundiais e seja responsável por 2 a 3% das emissões globais de gases de efeito estufa anualmente.

As grandes corporações industriais são usuários significativos de serviços de transporte marítimo internacional. O transporte marítimo de petróleo bruto, carvão, minério de ferro, grãos e outras commodities a granel usadas em todo o mundo representam mais de 80% do comércio marítimo global. O Sea Cargo Charter é uma estrutura global que permite a integração de considerações climáticas nas decisões de fretamento para favorecer o transporte marítimo alinhado ao clima.

O Sea Cargo Charter estabelece uma linha de base comum para avaliar quantitativamente e divulgar se as atividades de transporte marítimo estão alinhadas com as metas climáticas adotadas. O Sea Cargo Charter é consistente com as políticas e ambições adotadas pelos estados membros da Organização Marítima Internacional da ONU, incluindo sua ambição de reduzir as emissões de gases de efeito estufa do transporte marítimo internacional em pelo menos 50% até 2050.

Um processo de comunicação padrão sobre as emissões de gases de efeito estufa simplificará algumas das complexidades frequentemente associadas aos relatórios. Ele incentivará uma abordagem mais transparente e consistente para rastrear as emissões, o que será um componente fundamental para tornar o transporte marítimo mais sustentável,” afirma Jan Dieleman, presidente da Cargill Ocean Transportation e presidente do grupo de elaboração do Sea Cargo Charter..

O setor de transporte marítimo como um todo precisa adotar uma abordagem transparente, defendida pelo Sea Cargo Charter, a fim de compreender totalmente a pegada geral de gases de efeito estufa do setor e para que possamos coletivamente responder aos desafios enfrentados,” disseRasmus Bach Nielsen, diretor global de Descarbonização de Combustíveis da Trafigura..

O Sea Cargo Charter é um passo importante para estabelecer as bases para um setor de transporte marítimo com zero emissões. Uma colaboração como esta, de todo o setor, é vital para aumentar a demanda dos clientes por transporte marítimo com emissões baixas ou zero. O mesmo espírito de colaboração também é fundamental na busca dos avanços tecnológicos necessários para desbloquear soluções de descarbonização e no apoio da indústria de construção à regulamentação que pode criar um campo ambicioso, mas igualitário, para investimentos. Com base neste impulso, gostaríamos que a IMO empregasse sua revisão de estratégia para 2023 para definir a trajetória para o setor avançar para emissões líquidas zero até 2050,” disse Grahaeme Henderson, diretor global da Shell Shipping & Maritime.

Os signatários fundadores do Sea Cargo Charter incluem Anglo American, ADM, Bunge, Cargill Ocean Transportation, COFCO International, Dow, Equinor, Gunvor Group, Klaveness Combination Carriers, Louis Dreyfus Company, Norden, Occidental, Shell, Torvald Klaveness e Trafigura.

O Sea Cargo Charter permite que líderes de diversos setores da indústria usem sua influência para impulsionar a mudança e promover a transição verde do transporte marítimo, escolhendo o transporte marítimo que está alinhado com as metas climáticas acordadas ao invés daquele que não está,” afirma Johannah Christensen, diretor executivo, chefe de projetos e programas em uma organização internacional sem fins lucrativos, a Global Maritime Forum..

O desenvolvimento do Sea Cargo Charter foi liderado por transportadores globais – Anglo American, Cargill Ocean Transportation, Dow, Norden, Total, Trafigura – e participantes líderes da indústria – Euronav, Gorrissen Federspiel, Stena Bulk – com suporte especializado fornecido pela Global Maritime Forum, Smart Freight Centre, University College London Energy Institute/UMAS e Stephenson Harwood.

Para obter informações adicionais: chefe de comunicações, Torben Vemmelund at tve@globalmaritimeforum.org ou +45 2224 1446.

FONTE Global Maritime Forum

Comentarios