Felipe Giaffone brilha em Curitiba.

Depois de terminar dois dos quatro treinos livres com o melhor tempo – sem contar o warm-up deste domingo (10) – o piloto Felipe Giaffone conquistou o título da nona etapa do GP Petrobras de Fórmula Truck no Autódromo Internacional de Curitiba – PR. Ao lado dele, o companheiro Em meio a um público de aproximadamente 40 mil pessoas, Leandro Totti completou a dobradinha da RM Competições ficando com o segundo lugar.

Pódio da nona etapa do GP Petrobras de Fórmula Truck. Foto: Larissa J. Riberti

 

Os resultados deste domingo postergaram a decisão do Campeonato Brasileiro para a última etapa desta temporada que acontecerá em Brasília, no Autódromo Internacional Nelson Piquet. Beto Monteiro, da Scuderia Iveco e atual líder do campeonato com 135 pontos, largou em quinto no Grid, mas terminou a corrida em oitavo por conta de uma penalização. Mesmo com o resultado, Monteiro continua liderando o campeonato brasileiro com 135.

Régis Boessio, da Boessio Competições, confirmou seu bom desempenho, terminou a corrida em terceiro lugar e desponta na vice-liderança do campeonato com 119 pontos sendo o principal adversário de Monteiro nesta fase final. O gaúcho é um dos que vai disputar o título da temporada 2013 ao lado de Totti e Giaffone, que também têm chances matemáticas de vencer, já que os pilotos da RM Competições figuram agora com 116 e 114 pontos na tabela do Brasileiro, respectivamente.

Quem também subiu ao pódio foi Paulo Salustiano, da ABF Racing Team que largou em segundo lugar, mas terminou a corrida em o quarto. Completando o pódio esteve Roberval Andrade, da Ticket Car Corinthias, que levantou o troféu de quinto colocado.

Durante a coletiva de imprensa os pilotos voltaram a ressaltar o alto nível da competição e a competitividade dos pilotos o que pode acarretar em qualquer resultado na última etapa. Para o piloto Felipe Giaffone, mais uma vitória com o caminhão MAN foi um sinal de que as modificações implantadas este ano na RM Competições estão no caminho certo. “Quando eu consegui me estabilizar na pista eu tive a certeza de que esse é o caminhão que eu queria”, frisou o piloto.

Sobre o campeonato brasileiro, Giaffone diz não pensar muito no assunto. “Em Brasília vamos tentar. Se eu ou o Totti quiser ser campeão, teremos que vencer a corrida lá e contar um pouco com o azar dos outros. Não existe muita estratégia pra gente.”, afirmou Felipe completando com mais um dos vários agradecimentos que fez à equipe neste final de semana.

Leandro Totti, que esteve por duas vezes na liderança da corrida deste domingo, afirmou que o objetivo tanto dele quanto da equipe era levar a decisão para Brasília. “Perto do final da corrida tive algumas dificuldades. Eu senti um problema no motor que disparou no final da reta oposta. Eu diminuí a aceleração e passei reto na curva. Foi aí que eu consegui desligar e ligar o caminhão de novo e recuperar”, explicou Totti.

Comemoração de Felipe Giaffone e Roberval Andrade. Foto: Larissa J. Riberti

Depois do resultado obtido nesse final de semana Régis Boessio evidenciou seu contentamento e satisfação. O piloto, que largou na terceira posição do Grid, afirmou que o seu caminhão é consistente, mas ficou surpreso em saber que ele foi um dos mais rápidos do dia. “O Felipe e o Totti mostraram nesse final de semana que estavam muito rápidos e estão com caminhões muito bons. É por isso que a gente vai ter que melhorar para conseguir superá-los. Mas a corrida foi muito boa e disputada. O pelotão da frente andou junto novamente e são detalhes que estão definindo a corrida. Isso é muito bonito e gratificante”, comentou Boessio.

Paulo Salustiano voltou ao pódio depois de cinco quebras consecutivas. O piloto paulista frisou que a corrida desta tarde implicou dificuldades ao caminhão. “No começo até estava bom, mas a temperatura do caminhão estava em 110o, 115o”, frisou o piloto destacando o intenso calor no Autódromo de Pinhais.  “Fique com medo de quebrar e poupei o caminhão. Foi difícil porque o caminhão, apesar de rápido nos treinos, estava falhando muito. Mas vamos pra frente, vamos tentar terminar o ano da melhor maneira possível”, finalizou.

A décima etapa do Campeonato terá um desfalque em Brasília. Roberval Andrade, o quinto colocado da corrida deste domingo e nono no campeonato com 58 pontos, frisou que não irá disputar a próxima etapa. “Não estamos conseguindo ter a competitividade que gostaríamos com esse caminhão. Essa é uma decisão minha então Curitiba é a minha despedida da temporada 2013”, explicou Roberval.

A próxima etapa está marcada para o dia 8 de dezembro e fechará a temporada 2013 na capital nacional. Não perca todos os detalhes de nossa cobertura.

Confira como ficou o resultado da nona etapa do GP Petrobras de Fórmula Truck.

1º) Felipe Giaffone (SP/MAN), RM Competições-MAN Latin America, 1h00min43s192

2º) Leandro Totti (PR/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, a 8s899

3º) Régis Boessio (RS/Mercedes-Benz), ABF Desenvolvimento Team, a 9s454

4º) Paulo Salustiano (SP/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, a 14s270

5º) Roberval Andrade (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, a 16s528

6º) Geraldo Piquet (DF/Mercedes-Benz), ABF Santos, a 24s810

7º) Diogo Pachenki (PR/Mercedes-Benz), ABF Racing Team, a 27s156

8º) Beto Monteiro (PE/Iveco), Scuderia Iveco, a 30s801

9º) Djalma Fogaça (SP/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, a 34s963

10º) Alberto Cattucci (SP/Volvo), ABF/Volvo, a 45s733

11º) Adalberto Jardim (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, a 45s750

12º) Pedro Muffato (PR/Scania), Muffatão, a 59s077

13º) Raijan Mascarello (MT/Ford), 72 Sports/Ford Racing Trucks, a 1min09s722

14º) Rogério Castro (GO/Volvo), ABF/Volvo, a 1min09s899

15º) Edu Piano (SP/Ford), Território Motorsport, a 1min21s173

16º) José Maria Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, a 1 volta

17º) Luiz Lopes (SP/Iveco), Lucar Motorsports, a 2 voltas

18º) Jansen Bueno (PR/Volvo), DB Motorsport, a 2 voltas

19º) João Marcos Maistro (PR/Volvo), Clay Truck Racing, a 5 voltas

NÃO COMPLETARAM

Alex Caffi (ITA/Iveco), Dakarmotors, a 9 voltas

Wellington Cirino (PR/Mercedes-Benz), ABF Santos, a 11 voltas

Ronaldo Kastropil (SP/Scania), Ticket Car Corinthians Motorsport, a 17 voltas

Débora Rodrigues (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, a 22 voltas

Valmir Benavides (SP/Iveco), Scuderia Iveco, a 24 voltas

Leandro Reis (GO/Scania), Original Reis Competições, a 26 voltas

André Marques (SP/Volkswagen), RM Competições-MAN Latin America, a 27 voltas

Melhor volta: Totti, na 3ª, 1min42s294, média de 130,03 km/

 

Redação Chico da Boleia.

Comentarios