Fake News sobre nova onda de frio causa confusão entre brasileiros

A preocupação com a mudança climática fez com que muitas fake news fossem disseminadas entre grupos de troca de mensagens, provocando um certo pânico entre os brasileiros. (Foto: reprodução)

Fake News sobre nova onda de frio causa confusão entre brasileiros

De acordo com o Climatempo, falsas informações compartilhadas têm assustado moradores das regiões que serão afetadas pela mudança climática

Redação Chico da Boleia

Nos últimos dias, os noticiários têm divulgado diversas informações sobre a chegada de uma nova onda de frio e a brusca queda de temperatura que ocorrerá em diversos estados, principalmente na região Sul do país.

A preocupação com a mudança climática fez com que muitas fake news fossem disseminadas entre grupos de troca de mensagens, provocando um certo pânico entre os brasileiros.

Segundo informações da Climatempo (empresa especializada em serviços de meteorologia), o mês de julho termina com a chegada de uma massa de ar frio de origem polar, afetando nestes primeiros dias a região Sul. Com isso, a intensa queda de temperatura pode provocar geada e até mesmo neve em determinados estados.

Porém, muito do que vem sendo divulgado a respeito da mudança climática não é verdade e tem colaborado com a criação de fake news, tais como:

  • Brasil terá a onda de frio mais intensa do século – MENTIRA

Especialistas da Climatempo explicam que a massa de ar frio que chegará a partir desta quarta-feira (28) irá provocar a queda muito acentuada de temperatura em parte do país. Porém, a região Sul será a mais afetada pelo que consideram a onda de frio mais intensa do ano, com alta chance de neve nas áreas mais altas das serras gaúcha e catarinense, e até no planalto de Santa Catarina.

  • Temperatura pode ficar abaixo de 15°C no Sul – MENTIRA

Ainda de acordo com a Climatempo, “até o dia 24 de julho, a menor temperatura registrada no Brasil em 2021 foi de -8,2°C, no dia 20 de julho, em Urupema, localizada na parte mais elevada da serra de Santa Catarina, conforme medição do Epagri-Ciram. A Climatempo estima que um novo recorde poderá ser estabelecido, muito provavelmente na serra catarinense ou gaúcha, com algum valor entre -8°C e -10°C”.

  • Há risco de neve no estado do Rio de Janeiro – MENTIRA

A princípio, havia a possibilidade de queda de neve fraca na região do Pico de Itatiaia (RJ), local no qual já foi feito o registro de -9,9°C, pela estação meteorológica que fica no parque nacional de Itatiaia. Entretanto, dados da empresa apontam que não há a possibilidade de neve na região. Mas poderá ocorrer geada nos próximos dias.

– Vale ressaltar que o atual recorde de frio no Brasil, considerando locais habitados, com atividade humana regular, é de -8,2°C no dia 20 de julho, em Urupema, cidade na parte mais elevada da serra de Santa Catarina, conforme medição do Epagri-Ciram – explica a Climatempo.

  • Frio baterá recorde histórico em São Paulo – MENTIRA

Em sua publicação oficial, a empresa de serviços de meteorologia destaca que a menor temperatura registrada na cidade de São Paulo, desde 1943, foi de -2,0° em agosto de 1955, na estação meteorológica do INMET, no Mirante de Santana.

Saiba mais acessando https://www.climatempo.com.br/.

*Com informações da Climatempo

Comentarios