Escola de Bambu: conheça o projeto e saiba como ajudar

O projeto Escola de Bambu visa promover a educação formal na comunidade de Fendell, Libéria, por meio da construção de uma escola sustentável, cujo principal material utilizado é o bambu, matéria prima de fácil acesso nesse país africano. Essa edificação permitirá o desenvolvimento adequado das atividades escolares para uma demanda existente de 300 crianças, já organizada e mantida pela instituição liberiana UYMAV – United Youth Movement Against Violence. Também transferirá toda a tecnologia empregada a jovens adolescentes do Centro Vocacional local para que, com o conhecimento adquirido, continuem a transformação de toda a comunidade. A realidade educacional de Fendell foi documentada, em 2010, pelo jornalista brasileiro Vinícius Zanotti, também fundador do Instituto Escola de Bambu. Esse Instituto, com sede em Campinas, conta hoje com aproximadamente 30 voluntários que trabalham em todo o Brasil para levantar fundos e apoio ao projeto. Ele foi criado com o intuito de formalizar a iniciativa de Vinícius e dos “Bambuzeiros”, possibilitando a realização deste projeto educacional que não enxerga fronteiras.

Contexto Social:

A Libéria é um dos países mais pobres do planeta, ocupando a sexta pior colocação na medição do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). Sessenta e cinco por cento de sua população tem menos de quinze anos de idade, muitos dos quais são órfãos das duas grandes guerras civis (de 1989 a 1996 e posteriormente de 1999 até 2003).A promoção da educação  para estas crianças é urgente e fundamental para  a reconstrução da nação que ainda vive sob as mazelas deixadas pela guerra e pelo histórico de exploração pelo qual passou o continente africano nos últimos séculos.

Saiba mais sobre o Projeto Escola de Bambu

Comentarios