Daimler cria empresa dedicada a células de combustível

A Daimler Truck AG estabelece mais um importante marco histórico rumo à produção em série de sistemas de células de combustível. Ela acaba de criar a Daimler Truck Fuel Cell GmbH & Co. KG, estrutura organizacional e jurídica que reúne todas as atividades do Grupo nessa área para caminhões e ônibus. O Dr. Andreas Gorbach e o Prof. Dr. Christian Mohrdieck foram nomeados diretores executivos da nova empresa.

Ambos possuem vasta experiência com sistemas de propulsão convencionais e alternativos, em especial, os sistemas de célula de combustível. Gorbach já vinha trabalhando no cargo de gerente sênior responsável por todos os assuntos relativos a células de combustível na Daimler Truck AG desde o início de maio deste ano.

Isso terá continuidade em seu novo cargo adicional de CEO da Daimler Truck Fuel Cell. Já o Prof. Dr. Christian Mohrdieck esteve encarregado do desenvolvimento de células de combustível no Grupo Daimler desde 2003. Ele é o diretor executivo da unidade de desenvolvimento de células de combustível da Mercedes-Benz Fuel Cell GmbH e será alocado para a nova subsidiária.

A Daimler Truck AG já fechou um acordo preliminar não vinculativo com o Grupo Volvo em abril deste ano para estabelecer uma nova joint venture para desenvolvimento, produção e comercialização de sistemas de células de combustível para veículos comerciais pesados e outras aplicações, como o seu uso em instalações fixas. A Daimler Truck Fuel Cell deverá posteriormente passar para essa planejada joint venture. O Grupo Volvo vai adquirir 50% da empresa para essa finalidade.

Todas as transações em potencial estão sujeitas a análise e aprovação pelas autoridades competentes responsáveis pela livre concorrência. A Daimler Truck AG e o Grupo Volvo deverão dar início à produção em série de veículos comerciais pesados com propulsão por célula de combustível para transportes rodoviários de longa distância na segunda metade da década.

“A célula de combustível é uma solução decisiva para possibilitar transportes rodoviários pesados de longo percurso livres de emissões de CO2. Nós, e nosso futuro parceiro na joint venture, o Grupo Volvo, estamos convencidos disso. Estamos também determinados a realizar, juntos, o desenvolvimento e a produção em série das células de combustível e, agora, damos os principais passos na execução de todos os preparativos necessários para a planejada joint venture. O estabelecimento da Daimler Truck Fuel Cell é um marco de progresso muito especial para nossa Companhia, pois a nova subsidiária deverá ser a organização antecessora imediata da joint venture. Nela, reunimos a grande expetise e a imensa riqueza de experiência acumulada em várias décadas de trabalho no desenvolvimento de células de combustível na Daimler – e combinaremos isso com o know-how certo com relação aos caminhões”, afirma Martin Daum, CEO da Daimler Truck AG e membro do Conselho de Administração da Daimler AG.

“Para mim, é motivo de muita satisfação que tenhamos conseguido, com o Dr. Andreas Gorbach e o Prof. Dr. Christian Mohrdieck, ganhar dois colegas muito experientes da Daimler para a gestão da Daimler Truck Fuel Cell. Ambos se caracterizam por profundos conhecimentos no campo de sistemas de propulsão convencionais e alternativos e de células de combustível, e por terem o espírito pioneiro certo para o sucesso da criação da nova unidade e a transferência dela para a joint venture planejada”, destaca Martin Daum.

Daimler possui vasto conhecimento na área de células de combustível

Nas últimas duas décadas, a Daimler acumulou vasta experiência no campo de células de combustível em sua fábrica de Nabern, na Alemanha (onde se localiza atualmente a sede da Mercedes-Benz Fuel Cell GmbH) e em outras instalações de produção e desenvolvimento na Alemanha e no Canadá.

Daimler e Rolls-Royce firmam parceria para células de combustível

A Daimler Truck AG, que envolve as operações de caminhões e ônibus do Grupo Daimler, e a empresa britânica Rolls-Royce assinaram um acordo de intenções focado no desenvolvimento e comercialização de geradores estacionários acionados por células de combustível. Estes equipamentos funcionarão como provedores de energia de emergência para instalações críticas quanto à segurança, como centrais de armazenamento de dados. A ideia é oferecer alternativas livres de emissões de CO2 aos motores diesel que são utilizados como geradores de energia para cobrir picos de carga e também para casos emergenciais.

Um contrato de cooperação entre os grupos deve ser elaborado e assinado até o final deste ano. Junto à experiência da Daimler, a Rolls-Royce Power Systems planeja utilizar estes sistemas em seus geradores de energia que são desenvolvidos para centrais de armazenamento de dados sob a marca de produtos e soluções MTU.

“Estamos felizes com o fato de que a Rolls-Royce tenha resolvido firmar essa parceria duradoura conosco e que esteja tão convencida quanto nós sobre o futuro das células de combustível no setor estacionário”, afirma Martin Daum.

“Por um lado, isso vai nos habilitar a trabalhar em conjunto para aumentarmos ainda mais e economia das células de combustível, bem como a aceitação pela sociedade e a confiança nelas. De outro, representa maior impulso para o desenvolvimento de uma infraestrutura de hidrogênio em todos os setores e aplicações dos sistemas”.

Andreas Schell, CEO da Rolls-Royce Power Systems, explica que as centrais de armazenamento de dados, polos das redes de informações e comunicações globais, possuem operações que precisam ser protegidas e de maneira confiável. O mesmo se aplica a outros sistemas críticos quanto à segurança.

“Sob a marca MTU, soluções customizadas são desenvolvidas para as necessidades de energia de cada central. As células de combustível desempenham um papel-chave na eliminação de carbono nos sistemas de propulsão e de alimentação de força”, afirma o executivo. “Nenhuma outra tecnologia oferece tal grau de confiabilidade, capacidade modular e todas as outras vantagens das fontes de energia renováveis. Por meio da colaboração com a Daimler Trucks, o acesso a geradores acionados por células de combustível que atendem nossas exigências fortalecerá ainda mais nossa posição de destaque nesse mercado em crescimento, possibilitando, no futuro, a produção em larga escala de células de combustível para aplicações estacionárias”.

Esta não é a primeira vez que a Daimler e a Rolls-Royce firmam parceria. No final do ano passado, a Rolls-Royce e a Lab1886, unidade de inovações da Daimler para novos modelos de negócios, realizaram um projeto piloto na alimentação de força estacionária com base em módulos de células de combustível do setor automotivo. Nessa iniciativa, foi desenvolvida uma unidade de demonstração para o uso da tecnologia que deverá entrar em operação até o final deste ano.

Fonte: Daimler

Comentarios