Chico da Boleia e sua equipe realizam ação educativa sobre o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata.

Na manhã deste sábado, dia 17 de novembro, o Chico da Boleia e sua equipe estiveram no Posto Petronac, em Mogi Mirim, distribuindo folhetos e conversando com os caminhoneiros sobre o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. A ação foi possível através do Instituto Lado a Lado pela Vida com o apoio da Sociedade Brasileira de Urologia, que disponibilizaram os folhetos da Campanha “Um Toque, Um Drible”.

A Campanha compõe um movimento mundial chamado Novembro Azul, que promove ações durante todo o mês de Novembro. A iniciativa, encabeçada por entidades médicas governamentais e independentes, tem o objetivo principal de alertar os homens sobre os riscos da doença e as possibilidades de prevenção e cura.

Chico da Boleia

A ação deste sábado foi incorporada por Chico da Boleia e sua equipe porque diz respeito a uma de suas maiores preocupações: a saúde e o bem estar dos caminhoneiros. Durante a manhã, Chico conversou com os companheiros e distribuiu folhetos e brindes. Além disso, ele alertou os motoristas para os riscos da não prevenção e colheu opiniões e dúvidas relacionadas aos tabus e preconceitos que envolvem o exame retal. Apesar de a maioria admitir a importância de realizar o exame preventivo, muitos caminhoneiros se mostraram resistentes e com dúvidas relacionadas à doença.

Se você é um desses homens que ainda não compreende totalmente a importância do diagnóstico precoce e da realização do exame, seguem abaixo algumas informações sobre o Câncer de Próstata.

Você sabe o que é Próstata?

A Próstata é uma glândula localizada baixa do abdômen e que só o homem possui. Trata-se de um órgão muito pequeno e que pesa de 25 a 30 gramas. A próstata se parece com uma castanha, situada logo abaixo da bexiga, à frente do reto e envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada.

Tal órgão produz cerca de 70% do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides e liberado durante o ato sexual. Apresenta consistência firme e homogênea ao toque. Quando há a presença de câncer, sua consistência torna-se endurecida.

O Câncer:

Segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia, o câncer de próstata é o mais comum entre os homens. As pesquisas do INCA – Instituto Nacional de Câncer revelam que estão previstos 60.180 novos casos da doença no Brasil em 2012.

As causas do câncer de próstata ainda são desconhecidas. Embora apareça em homens com mais de 65 anos de idade, as chances de desenvolver a doença aumentam em até dez vezes, caso o homem tenha histórico familiar. Outros fatores, como o estilo de vida, alimentação inadequada à base de gordura animal e pobre em frutas, legumes, verduras e grãos também podem interferir no surgimento da doença.

Este é um tipo de câncer que demora a se manifestar, exigindo exames preventivos com frequência para não ser descoberto em estado avançado e potencialmente fatal. Homens a partir dos 50 anos de idade (ou 45, se houver casos de câncer de próstata na família), devem procurar um urologista anualmente para realizar os exames preventivos.

Alguns sintomas do Câncer de Próstata são: dificuldade de urinar; o jato de urina fica mais fraco; aumenta a frequência das micções, especialmente à noite; há dor ou ardência no ato de urinar ou na ejaculação; e um pouco de sangue pode aparecer na urina ou no sêmen. Em uma fase mais avançada, o aumento da glândula pode causar dores nos ossos, infecções generalizadas e até insuficiência renal.

Os tabus que envolvem o exame:

O toque retal, que é rápido e indolor, mostra se a próstata apresenta algum tipo de alteração. Caso seja detectada, o médico pode solicitar outros exames para confirmar o diagnóstico, como a dosagem de PSA (antígeno prostático) no sangue e a biópsia, que é a retirada de fragmentos da glândula para análise. A partir dos resultados, o urologista poderá dar o diagnóstico correto.

A Campanha “Um Toque, Um Drible”, alerta que o comportamento masculino ainda é um dos principais impedimentos para a prevenção adequada da doença. Isso porque muitos homens maduros associam o câncer de próstata à perda da virilidade e da identidade masculina, o que gera grande sofrimento emocional e familiar; bem como a recusa a realizarem o exame.

O medo do exame retal também é um impeditivo ao diagnóstico precoce. Poucos pacientes têm informação sobre os recursos para tratar o câncer de próstata e as sequelas decorrentes do próprio tratamento, como eventuais dificuldades na saúde sexual.

Prevenção:

A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda que todos os homens com 45 anos de idade ou mais façam um exame de próstata anualmente, o que compreende o toque retal feito por um urologista e o exame de sangue para a dosagem do PSA. Segundo estes especialistas, o toque retal é considerado indispensável e não pode ser substituído pelo exame de sangue ou por qualquer outro exame, como o ultrassom, por exemplo. Recomenda-se também que homens com histórico de câncer de próstata na família iniciem mais cedo os exames de prevenção.

Para saber mais sobre o exame e o câncer de Próstata, assista à entrevista com o Urologista  Dr. Mozart (clique aqui).

Gostou dessa iniciativa? Então escreva seus comentários, dúvidas, sugestões ou críticas!

Comentarios