Beto Monteiro vence e Iveco leva três pilotos ao pódio em Interlagos

Em uma última volta emocionante, Beto Monteiro, da Scuderia Iveco, venceu a quinta etapa da Fórmula Truck. A corrida que aconteceu neste domingo (07 de julho) no Autódromo Internacional José Carlos Pace em Interlagos valeu para os campeonatos Brasileiro e Sul-Americano.

Quem largou na pole position foi Roberval Andrade, da Ticket Car Corinthians. Depois de recuperar inúmeras vezes o seu lema “A águia desce para pegar o peixe” – referindo-se à rivalidade do Corinthians com a nova equipe ABF Santos Desenvolvimento – Roberval saiu da corrida lamentando os problemas apresentados por seu caminhão logo na terceira volta da corrida.

Pódio da quinta etapa da Fórmula Truck

 

Leandro Totti, o Marvado, largou em terceiro lugar e assumiu a segunda posição logo nas primeiras voltas, depois que Paulo Salustiano, que largou em segundo no grid, teve que abandonar a prova por causa da sua turbina estourada.

Totti assumiu, então, a primeira colocação logo após a saída de Roberval e assegurou a posição até os momentos finais da corrida. Na subida da última curva antes da reta final, no entanto, o piloto da Man Latin America não conseguiu segurar o caminhão e Beto Monteiro – que vinha logo atrás – fez uma ultrapassagem de encher os olhos do público. “Eu sabia que o Beto vinha muito rápido. Eu sabia que se abrisse espaço, ele como o piloto agressivo que é conseguiria ultrapassar. A pista estava muito lisa e a subida foi muito difícil. Alguma coisa aconteceu no meu caminhão porque alí eu perdi o controle da prova”, explicou Totti.

Beto Monteiro, o vencedor da prova, reconheceu a dificuldade em disputar a ponta com Totti. “O caminhão do Felipe Giaffone, que estava na minha frente, vasou muito óleo e daí eu não conseguia acompanhar o Totti. Quando finalmente a direção de prova tomou a atitude de tirar o Giaffone, eu consegui imprimir um bom ritmo de prova. Eu tentei dar o máximo para ultrapassar o Totti – mesmo sendo muito difícil, porque Totti é um piloto muito competitivo. Mas eu sabia que o caminhão era bom e resistente para esta prova”, concluiu o vencedor.

O destaque do dia ficou por conta do piloto Alex Caffi, da Dakar Motorsport. O italiano que ingressou na categoria este ano já foi piloto da Fórmula 1 e assumiu em coletiva de imprensa a grande qualidade dos pilotos da Fórmula Truck. Apresentando uma grande evolução, Alex Caffi conquistou o terceiro lugar no pódio em apenas três corridas.

Na coletiva, o piloto não escondeu sua felicidade e falou num português bastante esforçado. “Estou muito feliz porque na terceira corrida já cheguei ao pódio. Leva muito tempo pra preparar o caminhão porque é tudo muito novo. Tivemos muitos problemas com o motor, mas agora ele está novo. Não tenho muita experiência, mas pra próxima corrida já sabemos o que fazer”, afirmou Caffi.

Era nítida também a alegria dos outros pilotos pela conquista de Caffi. Valmir Benavides, o Hisgué, brincou: “ Alex, e também você não guia como fala, porque senão você tava morto”.

 

Foi Valmir quem conquistou o quarto lugar e reconheceu a superioridade dos caminhões Iveco. “Três pilotos da Iveco no pódio! Foi legal, nós tivemos um caminhão competitivo desde o começo do treino. Estávamos esperando por dois pódios, mas três e com a vitória do Beto, foi surpreendente. Todos estão de parabéns, temos um caminhão competitivo e a Iveco provou isso mais uma vez”, concluiu Hisgué.

O goiano Leandro Reis, da Original Reis Peças, voltou a fazer boa campanha e conquistou o quinto lugar, completando o pódio final. Por motivos pessoais, no entanto, ele não pode comparecer à coletiva de imprensa.

Chico da Boleia esteve junto dos pilotos e perguntou à Beto Monteiro se a boa campanha da equipe e dos caminhões Iveco numa pista complicada como a de Interlagos significa o começo de uma boa campanha na segunda metade da competição.

Para Beto Monteiro, não há dúvidas de que os caminhões Iveco se mostraram superiores. “A nossa grande confiança para essa corrida era a resistência dos caminhões. Essa pista exige muito dos caminhões. Mas esse é o ponto forte dos caminhões da Iveco e isso ficou provado com o final da corrida aqui em Interlagos”, concluiu Monteiro.

Leandro Totti, que agora assumiu a liderança do Campeonato Sul-Americano e Brasileiro frisou que o objetivo da equipe foi cumprido.  “A gente veio pra Interlagos pensando no campeonato. Sabíamos que seria um ano difícil e da corrida passada pra cá a nossa expectativa para Interlagos era muito boa. A nossa intenção era diminuir a diferença na tabela do campeonato, mas agora assumindo a liderança tudo fica melhor.”, completou Totti.

Chico da Boleia perguntou ao líder do campeonato qual a relação entre a sua liderança e o desempenho dos caminhões Volkswagen/Man. “Desde Goiânia, os nossos caminhões mostraram que são rápidos e podemos confiar neles. Alguns problemas me impediram de conseguir melhores resultados nas outras etapas. Algo também aconteceu no meu caminhão no final da prova de hoje e ficou difícil segurar o Beto. Mas acredito que daqui pra frente vamos conseguir ter um bom desempenho.”, assegurou Totti.

A quinta etapa do Campeonato Brasileiro e Sul-Americano de Fórmula Truck foi um verdadeiro espetáculo aos olhos do público. A próximo corrida está marcada para o dia 4 de agosto no Autódromo de Cascavel.

Confira como ficou o resultado final da corrida deste domingo:

1          88                 Beto Monteiro

2          73                 Leandro Totti

3          21                 Alex Caffi

4           2                   Valmir Benavides

5          51                 Leandro Reis

6          6                   Wellington Cirino

7            30               Rogerio Castro

8            72              Djalma Fogaça

9             20              Pedro Muffato

10          44              Edu Piano

11           11              Jansen Bueno

12          12              Zé Maria Reis

13          4                Felipe Giaffone

14          0                Alberto Cattucci

15          77              André Marques

16          14              João Maistro

17          3                Geraldo Piquet

18          71              Raijan Mascarello

19          99              Luiz Lopes

20           10              Ronaldo Kastropil

21          8                Adalberto Jardim

22          80              Diogo Pachenki

23          15              Roberval Andrade

24          55              Paulo Salustiano

25          83              Regis Boessio

26          7               Debora Rodrigues

Melhor Volta: Roberval Andrade (15), 2:05.745 (média de 123.36 km/h), na 1ª volta

 

Informações técnicas: Fórmula Truck e Cronomap

Redação Chico da Boleia

Comentarios