Novembro azul: campanha destaca a prevenção ao câncer de próstata

Novembro azul: campanha destaca a prevenção ao câncer de próstata

Cuidados com a saúde masculina ajudam a promover conscientização e bem-estar

Redação Chico da Boleia

A campanha Novembro Azul tem papel fundamental na disseminação de informações sobre prevenção ao câncer de próstata e na promoção de bem-estar aos homens. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), este tipo de tumor é um dos mais comuns entre pessoas do sexo masculino, sendo responsável por 28,6% das mortes dos pacientes que desenvolvem neoplasias malignas.

A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino, localizada abaixo da bexiga, cuja principal função – juntamente com as vesículas seminais – é produzir o esperma.

O câncer de próstata normalmente demora 15 anos para crescer 1cm³, por isso a maioria dos homens que desenvolvem a doença não apresentam sintomas, apenas na fase mais avançada da doença. Por isso o exame de próstata é essencial para detectar qualquer alteração na glândula. E, para garantir a cura, o diagnóstico precoce é fundamental.

Ainda sinônimo de “preconceito” e resistência por parte de muitos homens, o exame do toque retal é um dos mais recomendados para identificar alterações indicativas de câncer de próstata e também outras condições. Indolor, o procedimento dura em média 10 segundos e não traz riscos a saúde.

É indicado que homens, a partir dos 45 anos, procurem um urologista (especialista responsável por diagnosticar e tratar doenças do trato urinário) para conversar sobre o exame e realizarem uma avaliação geral do seu estado de saúde. O médico poderá solicitar ainda outros exames (como de sangue e imagem) para identificar outras alterações.

Caso haja suspeita de câncer de próstata, o especialista deverá solicitar uma biópsia para identificar a presença de células cancerígenas. Se o resultado for positivo, o especialista irá avaliar a melhor opção para o tratamento do paciente, com base no estado de saúde atual, estadiamento da doença e expectativa de vida. Em casos de tumores de baixa agressividade há a opção da vigilância ativa, na qual periodicamente se faz um monitoramento da evolução da doença intervindo se houver progressão da mesma.

Saiba quais são os principais sintomas da doença:

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, os sintomas são:

  • dor óssea;
    • dores ao urinar;
    • vontade de urinar com frequência;
    • presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Fatores de risco:

  • histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão e tio;
    • raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer;
    • obesidade.

Previna-se, o diagnóstico precoce salva vidas.

*Com informações da Agência Brasil e Sociedade de Urologi

Comentarios