Nove empresas de ponta lançam nova iniciativa para acelerar o progresso rumo a um futuro de zero líquido

A iniciativa está comprometida a liderar pelo exemplo, traçando o curso para que outras empresas sigam

REDMOND, Washington, 21 de julho de 2020 /PRNewswire/ — Os líderes de nove empresas anunciaram hoje o estabelecimento de uma nova iniciativa para acelerar a transição rumo a uma economia global de zero líquido. A iniciativa, conhecida como Transformar para zero líquido, pretende desenvolver e entregar pesquisa, orientação e mapas implementáveis para permitir que todas as empresas atinjam emissões de zero líquido.

A Iniciativa será liderada pelos membros fundadores A.P. Moller – Maersk, Danone, Mercedes-Benz AG, Microsoft Corp., Natura &Co, NIKE, Inc., Starbucks, Unilever, e Wipro, bem como o Environmental Defense Fund (EDF, na sigla em inglês, ou Fundo de Defesa Ambiental). A Iniciativa é apoiada pela BSR, que está servindo como Secretariado para a Iniciativa.

A Transformar para Zero Líquido vai se concentrar em capacitar a transformação necessária nas empresas para atingir emissões de zero líquido até, no máximo, 2050, além de impulsionar uma ampla mudança com foco em política, inovação e finanças. Os resultados da iniciativa estarão amplamente disponíveis a todos, embora outras empresas possam se unir. A Iniciativa pretende concluir os resultados dessa obra até 2025.

A obra será levada a cabo pelos seguintes princípios:

  1. Focada em transformação: Cumprindo nossos comprometimentos individuais traduzindo-os em ação, o que incluirá a estratégia corporativa, governança e responsabilidade, finanças e operações, gerenciamento de risco, compras, inovação e P&D, marketing e assuntos públicos.
  2. Liderada por dados científicos e de melhores práticas e métodos: Comprometida com abordagens padronizadas para atingir o que a melhor ciência disponível requer para um mundo com aumento de temperatura limitado em 1,5°C; comprometida em aprimorar a qualidade e disponibilidade de pesquisa, dados e ferramentas para todos; comprometida com o mais alto retorno em investimento para o clima.
  3. Alavancando esforços existentes: Comprometida com a colaboração aberta com iniciativas zero líquido existentes (esforços de adesão, promoção, setoriais e de metodologia) para alavancar o trabalho existente e promover a transformação das empresa ao zero líquido.
  4. Sólida governança e supervisão: Nos níveis mais elevados da empresa, as estruturas de governança e supervisão trabalharão para atingir o zero líquido por meio, inclusive, do desenvolvimento de produtos inovadores, serviços e modelos de negócios.
  5. Redução robusta e remoção em todo o empreendimento: O zero líquido requer reduções de emissões por toda a cadeia de valor impactando, inclusive, os produtos e serviços, bem como a cadeia de suprimentos. O zero líquido requer que nós atinjamos reduções emissões de gás do efeito estufa (GHG) alinhadas com a ciência mais moderna e aumentemos nossa capacidade de remoção de GHG no curto prazo para ser o caminho para levar as empresas — e o mundo — ao zero líquido até, no máximo, 2050, a fim de garantir um clima estável, o que representará a busca de uma mescla de ações positivas ao clima.
  6. Investimento em inovação: Comprometimento substancial e disposição de investir e acelerar a inovação para atingir a transformação de zero líquido, incluindo a parceria com outros.
  7. Engajamento de política: Promover políticas públicas que possibilitem e acelerem o progresso rumo ao zero líquido, e o engajamento com órgãos como associações comerciais para atingir esse objetivo.
  8. Transparência e responsabilidade: Relato público e divulgação sobre o progresso no tocante à transformação zero líquido para as principais partes interessadas, incluindo investidores, clientes, consumidores e, onde exigido, reguladores; compartilhamento de informações com todas as partes interessadas sobre boas práticas rumo à transformação zero líquido.
  9. Transição justa e sustentável: Nós sabemos que grupos marginalizados e comunidades de baixa renda sofrem os maiores impactos da mudança climática. Portanto, vamos ajudar a possibilitar condições necessárias para o cumprimento de soluções climáticas efetivas, justas e sustentáveis para pessoas de todos os sexos, raças ou habilidades.

Comentário:

A.P. Moller – Maersk
Søren Skou, CEO da A.P. Moller – Maersk, declarou: “A A.P. Moller – Maersk está comprometida com um futuro de transporte e logística neutro em carbono. Para contribuir com a meta do acordo de Paris, nós anunciamos ainda em 2018 nossa ambição de ter emissões zero de CO2 até 2050. Desde então, temos tomado várias ações concretas para descarbonizar a indústria. A meta geral de manter o aquecimento global abaixo de 1,5 grau só pode ser alcançada por meio de sólidas alianças entre setores e empresas. Portanto, estamos felizes em nos unirmos à Microsoft e a outras empresas globais na iniciativa Transformar para Zero Líquido”.

BSR
Aron Cramer, presidente e CEO da BSR, declarou: “Na última década, muitas empresas se comprometeram com metas de zero líquido. Agora é a hora de acelerar as ações necessárias para atingir essa meta essencial. Nossa janela para nos mantermos abaixo de 1,5 grau de aquecimento está se fechando, e rapidamente. Estamos agora em uma década decisiva, na qual devemos urgentemente descarbonizar a economia, se quisermos protelar os piores impactos da mudança climática. É por isso que Transformar para Zero Líquido é tão importante. Mais do que apenas estabelecer um nível elevado para inspiração, a Transformar para Zero Líquido proporcionará às empresas um mapa prático permitindo-lhes transformar suas empresas para que prosperem e moldem uma economia de zero líquido”.

Danone
Emmanuel Faber, presidente e CEO da Danone, declarou: “Nosso Planeta Comum. Um quadro de ação de saúde coloca o clima no centro da transformação do sistema alimentar. A neutralidade de carbono não é, portanto, opcional para a Danone, mas um modo de reinventarmos nosso modelo de crescimento. Essa revolução não pode ser conquistada individualmente. É por isso que acredito verdadeiramente no poder coletivo de Transformar para Zero Líquido. Vamos compartilhar as melhores práticas e desenvolver novos sistemas para criar soluções baseadas em evidências que nos ajudarão a mudar e manter o aquecimento global abaixo de 1,5°C”.

Environmental Defense Fund
Fred Krupp, presidente do Environmental Defense Fund, declarou: “A lacuna entre onde estamos na mudança climática e onde precisamos estar continua a aumentar. De igual modo ocorre com a lacuna entre as empresas que só falar sobre ações e aqueles que, de fato, as realizam. Essa nova iniciativa detém um potencial tremendo para preencher essas lacunas. Especialmente se outras empresas seguirem as pegadas da coalisão, liderando pelo exemplo e usando a ferramenta mais poderosa que as empresas possuem para combater a mudança climática: sua influência política”.

Mercedes-Benz AG
Ola Källenius, presidente do conselho administrativo da Daimler AG e Mercedes-Benz AG, declarou: “Se há um lição que podemos aprender de como temos lidado com a pandemia do COVID-19 é o quanto podemos atingir se agirmos em conjunto. Essa é a única maneira pela qual também podemos vencer a luta contra a mudança climática. Precisamos definir alvos comuns e implementar medidas para atingi-los. É por isso que estamos nos unindo a “Transformar para Zero Líquido”. Nossa missão na Mercedes-Benz é a mobilidade neutra em CO2. Estamos progredindo bem rumo a esse fim e estamos determinados a persistir nisso.

Microsoft
Brad Smith, presidente da Microsoft, declarou: “Nenhuma empresa pode tratar da crise climática sozinha. É por isso que as principais empresas estão desenvolvendo e compartilhando melhores práticas, pesquisa e aprendizados para ajudar que todos avancem. Quer uma empresa esteja apenas iniciando ou já esteja bem em seu caminho, a Transformar para Zero Líquido pode nos ajudar a todos a transformar os compromissos de carbono em progresso real rumo a um futuro de zero líquido”.

Natura &Co.
Roberto Marques, presidente executivo do Conselho e CEO do grupo da Natura &Co., declarou: “Na Natura &Co, nós acreditamos verdadeiramente na cooperação. Recentemente, lançamos nosso Comprometimento com a Vida 2030, no qual definimos para todos as nossas empresas a meta de nos tornarmos zero líquido em carbono em dez anos. Mas para tratar da crise climática que o mundo enfrenta, precisamos ajudar-nos uns aos outros a fazer mais e mais rápido. A iniciativa Zero Líquido se esforça para realizar justamente isso, reunindo empresas comprometidas para fazer as mudanças certas no ritmo certo. Estamos comprometidos em construir um futuro mais brilhante que permitirá não somente um mundo mais verde para as gerações futuras, mas a recuperação econômica sob novas premissas que a sociedade está exigindo”.

NIKE, Inc.
Andy Campion, diretor de operações, NIKE, Inc., declarou: “Quando se trata de proteger o campo de jogo que compartilhamos — nosso planeta — não há tempo a perder. É por isso que não estamos aguardando por soluções para a mudança climática, mas nos unindo como líderes globais que somos para criá-las. Se agirmos agora, e trabalharmos juntos, podemos impulsionar um progresso significativo rumo a um futuro mais sustentável. Seremos incansáveis em nossa busca por garantir um planeta saudável para gerações de atletas por vir”.

Starbucks
Kevin Johnson, presidente e diretor executivo da Starbucks, declarou: “A Starbucks aspira a ser uma empresa de recursos positivos ao se erguer em nossa longa história de sustentabilidade. A união com a Transformar para Zero Líquido está alinhada com nossa aspiração a um futuro mais sustentável. Ao fazermos parceria com outras empresas de pensamento semelhante, teremos melhores práticas em código aberto, promoveremos políticas governamentais positivas e apoiaremos uma transição justa. Nós cremos em impulsionar uma mudança real e encorajamos outras organizações a se unirem a nós nesse esforço crítico pela humanidade”.

Unilever
Alan Jope, CEO da Unilever, declarou: “A crise climática não é apenas uma ameaça ao nosso meio ambiente, mas também à vida e ao sustento, e é essencial que todos desempenhemos um papel para tratar dela. O mundo empresarial do futuro não pode se parecer com o de hoje; além da descarbonização, é preciso uma transformação completa do sistema. É por isso que estamos orgulhosos em nos unir a outras empresas de ponta como membro fundador da Transformar para Zero Líquido, a fim de podermos trabalhar juntos para acelerar a mudança estratégica que é necessária para atingirmos emissões de zero líquido; no caso da Unilever, até 2039”.

Wipro
Thierry Delaporte, CEO e diretor administrativo da Wipro Limited, declarou: “Estamos orgulhosos em ser um membro fundador da Transformar para Zero Líquido. Isso está fortemente alinhado com nossos valores e nosso comprometimento com a sustentabilidade. A mudança climática representa um desafio definitivo para nossa época, e acreditamos firmemente que as empresas devem dar um passo adiante e tratar dos desafios diretamente. Um fórum de parceria como esse pode ajudar a catalisar e acelerar tal resposta e guiar futuros engajamentos por toda a cadeia de valor, por meio de um espírito colaborador de soluções inovadoras e transformacionais”.

 

FONTE Microsoft Corporation

Comentarios