Casos de violência contra pessoas idosas aumenta durante a pandemia

Casos de violência contra pessoas idosas aumenta durante a pandemia

Dados do Disque 100 revelam crescimento de 53% das denúncias durante a pandemia

Redação Chico da Boleia

Em 15 de junho comemora-se o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Infelizmente, no Brasil, dados do Disque 100 – canal telefônico para denúncias disponibilizado pelo governo federal – revela que houve aumento dos registros no canal em 2021.

Segundo as informações da plataforma, em 2019 as denúncias contra pessoas idosas representavam 30% do total de registros de violações de direitos humanos feitos por meio do Disque 100 (cerca de 48 mil).

Com o isolamento provocado pela pandemia no ano passado, houve um aumento do número de denúncias em 53%, somando 77,18 mil registros no canal. E, no primeiro semestre de 2021, o Disque 100 recebeu mais de 33 mil casos de violações de direitos humanos contra o idoso no país.

O Estatuto do Idoso garante os direitos das pessoas idosas – com idade igual ou maior a 60 anos. O documento, criado em 2003, visa a proteção dessa população, fazendo cumprir seus direitos básicos a vida, saúde, alimentação, educação, cultura, lazer, trabalho, esporte, dignidade e convivência familiar.

Nele é descrita a violência contra os idosos como qualquer ação ou omissão praticada em local público ou privado, que lhe causem a morte, dano ou sofrimento físico psicológico. Quem descumprir a lei sofrerá as punições previstas, como detenção de até quatro anos.

Entretanto, apesar dos direitos e garantias previstos por lei, as pessoas idosas continuam sendo vítimas de violência e abusos, principalmente devido ao medo ou vergonha em denunciar as práticas criminosas, já que na maioria dos casos, as agressões ocorrem dentro de casa.

Junho Violeta

A campanha do Junho Violeta tem como objetivo conscientizar a população sobre os direitos das pessoas idosas, principalmente devido ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, visando o combate as agressões sofridas por essa parcela da população.

Estados e municípios realizam diferentes ações para educar e orientar o público durante todo o mês, criando ainda ações de enfrentamento a violência contra a pessoa idosa, incluindo o incentivo a denúncia.

*Com informações do Disque 100 e Agência Brasil

Comentarios