Tag: tabela

Reunião sobre frete termina sem acordo; Fux decidirá em agosto

Reunião sobre frete termina sem acordo; Fux decidirá em agosto

Notícias
A segunda reunião no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a tabela de preços mínimos de frete, realizada nesta quinta-feira (28), terminou sem acordo. Diante do impasse, o ministro Luiz Fux, relator do caso na Corte, informou ter mantido para 27 de agosto uma audiência pública sobre o assunto, somente após a qual irá proferir uma decisão. Segundo o presidente da Confederação Nacional de Transportes Autônomos (CNTA), Diumar Bueno, os caminhoneiros fizeram uma proposta de 20% de desconto sobre o preço que consta na tabela publicada em 30 de maio pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), mas os representantes da indústria e do agronegócio não aceitaram a oferta. “Não quiseram, de certa forma, nem tomar conhecimento, eles não trouxeram uma contraproposta”, relatou Bueno após a
Comissão pode votar na próxima semana parecer sobre preços mínimos para fretes no transporte de cargas

Comissão pode votar na próxima semana parecer sobre preços mínimos para fretes no transporte de cargas

Notícias
A Medida Provisória 832/18 faz parte do pacote do governo negociado com caminhoneiros para pôr fim à paralisação ocorrida em maio A comissão mista de deputados e senadores encarregada de analisar a Medida Provisória (MP) 832/18, que estabelece preços mínimos para os fretes dos caminhoneiros, quer acelerar os seus trabalhos. O objetivo é votar no colegiado já na próxima terça-feira (3) o parecer do deputado Osmar Terra (MDB-RS), que será favorável à MP. Ele espera que a medida provisória, que ajudou a encerrar a última greve dos caminhoneiros, seja votada no Plenário da Câmara na quarta-feira (4). Assim, a matéria poderia ser analisada pelo Senado antes do recesso parlamentar. O plano anterior da comissão era realizar duas audiências públicas – com representantes do governo e
ANTT defende tabelamento do frete, mas diz que pode rever iniciativa

ANTT defende tabelamento do frete, mas diz que pode rever iniciativa

Notícias
Em ofício entregue no dia (18) ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) defendeu a legalidade de criação de uma tabela com valores mínimos a serem cobrados pelo frete do transporte rodoviário de cargas, mas disse que a iniciativa pode ser revista. “A tabela se presta a estabelecer preços mínimos, que evidentemente cobrem os custos da atividade”, afirmam os representantes da ANTT no documento. O órgão regulador destaca que as negociações ainda não estão encerradas e que a adoção do tabelamento pode ser “reavaliada”. Apesar de admitir a eventual  flexibilização da tabela, a ANTT argumenta que, caso a MP 832 e a Resolução 5.820 sejam declaradas inconstitucionais ou mesmo suspensas até o julgamento final da ação “lançará o país no mesmo caos em
Transportadoras ignoram tabela de frete e cobram preço antigo

Transportadoras ignoram tabela de frete e cobram preço antigo

Notícias
Algumas transportadoras grandes, que têm melhores condições financeiras, capacidade de movimentação e relação de longa data com os clientes, não estão aplicando o frete mínimo estabelecido em tabela da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), disse uma fonte da indústria, em condição de anonimato. Não fosse esse acordo para manter o custo de transporte, o executivo, ligado ao setor metalúrgico, acredita que boa parte das entregas estaria travada. Ele conta que a expectativa inicial era que a greve dos caminhoneiros tivesse apenas atrasado os despachos, de maio para junho, mas que não é bem isso que está ocorrendo. “Logo depois da greve, veio a questão do frete, para atender à demanda dos caminhoneiros. Ainda há gargalos para entregar esses lotes que ficaram na fábrica”, diz.
ANTT publica no Diário Oficial resolução que cancela tabela com redução de preço mínimo do frete

ANTT publica no Diário Oficial resolução que cancela tabela com redução de preço mínimo do frete

Notícias
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou na edição do Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (11) uma resolução que cancela a tabela que reduzia os preços mínimos do frete, anunciada pelo governo na quinta-feira (7). Apesar da promessa do ministro dos Transportes, Valter Casimiro, feita aos caminhoneiros de que documento perderia a validade naquele mesmo dia, o ato do diretor-geral da Agência, Mário Rodrigues Junior, só foi publicado nesta segunda-feira. Com isso, a resolução anterior vigorou por três dias. Até que o governo, caminhoneiros e setor produtivo cheguem a um acordo, fica valendo a primeira tabela, editada no dia 30 de maio. Ela foi resultado da Medida Provisória que criou uma política de preços mínimos para o transporte rodoviário de cargas e f
Tabela da ANTT dobrou o preço do frete e deve ser alterada, diz ministro da Agricultura

Tabela da ANTT dobrou o preço do frete e deve ser alterada, diz ministro da Agricultura

Notícias
Blairo Maggi afirmou que a ANTT deve alterar a tabela de frete mínimo que foi divulgada. Segundo ele, acordo com caminhoneiros será cumprido, mas é preciso uma adequação dos valores. O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi (PP-MT), afirmou nesta quarta-feira (6) que a tabela de frete divulgada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) mais que dobrou o valor do frete cobrado e que ficou “fora de qualquer padrão”. “Ao fazer as contas e ver quanto ia custar, esse negócio ficou fora de qualquer padrão, subindo até duas vezes, duas vezes e meia, com relação ao frete que estava sendo praticado antes da greve”, disse. A tabela de fretes foi instituída por medida provisória para atender a pedidos dos caminhoneiros para ence
“Dificilmente regulamentação da tabela do frete saí”, declara deputado federal

“Dificilmente regulamentação da tabela do frete saí”, declara deputado federal

Notícias
Na próxima semana, no dia 22, o governo federal anunciará se regulamenta ou não a Tabela de Frete Mínimo. Entretanto, na opinião do meio político e do transporte a regulamentação pode não sair, o que levará os caminhoneiros a fecharem as rodovias federais, novamente, às 00h do dia 23. Segundo o deputado federal, Nilson Leitão (PSDB-MT), “mais uma vez os caminhoneiros foram enganados”.Para o parlamentar o governo federal protelou, enrolou e passou à frente a questão da Tabela do Frete Mínimo. “Não acredito que o governo vá ceder. A única coisa que o governo federal tem que fazer para resolver o problema está em um item só: a redução do custo do óleo diesel”, declarou Nilson Leitão ao Agro Olhar. De acordo com Nilson Leitão, a regulamentação da tabela solicitada pelos caminhoneiros difici