Tag: dnit

Parte dos 3 mil radares das rodovias federais está desligada

Parte dos 3 mil radares das rodovias federais está desligada

Notícias
 Segundo DNIT, problema de orçamento foi resolvido, mas licitações para implantação dos radares estão sendo questionadas na Justiça.  Rodovias federais de todo o Brasil estão sem fiscalização de velocidade por radar. Parte dos equipamentos está desligada. A fiscalização eletrônica nas rodovias federais em Santa Catarina caiu pela metade: 197 estão desligadas em nove BRs do estado. Os equipamentos e até as placas que indicam o limite de velocidades estão cobertos por sacos pretos. Na BR-153, em Gurupi, no sul do Tocantins, parte dos radares também está sem funcionar. Quem mais sofre são os pedestres que, sem passarela, se arriscam para ir de um lado a outro da rodovia. No Rio de Janeiro, alguns radares também estão sem funcionar na BR-393 e na BR-101, entre Angra dos Reis e Paraty
Força-tarefa começa a monitorar escoamento da safra na BR-163/PA

Força-tarefa começa a monitorar escoamento da safra na BR-163/PA

Notícias
Equipes do Dnit posicionam-se em trechos críticos para antecipar e resolver problemas na rodovia O governo federal criou uma força-tarefa para antecipar problemas e promover ações emergenciais para evitar os transtornos causados pelas chuvas desta época do ano nos dois trechos ainda não pavimentados da BR-163. São 90 quilômetros – 59 em Novo Progresso e 31 entre Santa Luzia a Trairão. O restante da rodovia está asfaltado. Do total de 710 quilômetros, da divisa do Mato Grosso até os portos do Arco Norte, 620 já foram pavimentados. Mais de 23,8 milhões de toneladas foram escoados por estes portos na última safra. Os agentes irão monitorar e controlar o tráfego, acionar as equipes de manutenção com caminhões-tanque, carrocerias e maquinários, realizar serviços emergenciais de ater
Pesquisa Origem e Destino ouviu mais de 500 mil condutores

Pesquisa Origem e Destino ouviu mais de 500 mil condutores

Notícias
Levantamento do DNIT coletou informações em rodovias de 24 Estados A 3ª etapa da Pesquisa de Origem e Destino ouviu mais de 500 mil condutores nos sete dias de abordagem efetuada. Os dados da pesquisa são utilizados para definir projetos, construção, manutenção e operação rodoviária. Executada pelo DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e com o apoio do COTER (Comando de Operações Terrestres), do Exército Brasileiro, a pesquisa coletou informações dos fluxos de veículos simultaneamente em 118 postos distribuídos em rodovias de 24 Estados do Brasil. De acordo com dados disponibilizados no site do Plano Nacional de Contagem de Tráfego (www.dnit.gov.br/pnct), 9,6 milhões de veículos de passeio e de carga foram contados durante a pesquisa, realizada entre os di
Pesquisa do DNIT vai ouvir mais de 500 mil motoristas sobre condições das rodovias

Pesquisa do DNIT vai ouvir mais de 500 mil motoristas sobre condições das rodovias

Notícias
De 1º a 7 de julho, 5 mil militares do Exército estarão nas rodovias federais de 24 estados para aplicar a Pesquisa e Origem Destino, que vai ajudar a definir prioridades na gestão do setor A partir da meia noite do dia 1º de julho até o dia 7, condutores de veículos que passarem pelas das principais rodovias federais do país serão alvo da Pesquisa de Origem e Destino, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). A ação, que vai levantar um diagnóstico socioeconômico das viagens nas rodovias federais, é a terceira etapa da pesquisa realizada pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, por meio do DNIT, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Comando de Operações Terrestres do Exército Brasileiro (Coter). Ao todo, 5 m
Novo sistema de pesagem veicular é testado na BR-101, em Araranguá (SC)

Novo sistema de pesagem veicular é testado na BR-101, em Araranguá (SC)

Notícias
O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT/SC) e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) trabalham em cooperação no desenvolvimento de pesquisa para a instalação de projeto piloto de pesagem veicular em movimento, isto é, carga aferida sem a necessidade de pesagem estática. O sistema em instalação estará operacional para fins de pesquisa no segundo semestre deste ano, sendo instalado junto do Posto de Pesagem Veicular na BR-101 Sul, em Araranguá. O objetivo da pesquisa do novo sistema de pesagem em movimento é de operar na pesagem veicular em rodovias de forma independente e autônoma, sem interferência humana, sendo capaz de aferir veículos transportadores de carga e passageiros quanto à velocidade, peso bruto total (PBT), peso por eixo e quantidade de eixo.
DNIT investirá mais de R$ 2 bilhões em restauração e manutenção de rodovias

DNIT investirá mais de R$ 2 bilhões em restauração e manutenção de rodovias

Notícias
Com o objetivo de melhorar as condições de escoamento da safra de grãos do centro-oeste brasileiro, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) tem direcionado seus esforços visando a contratação de obras de restauração e manutenção das rodovias que fazem parte do eixo de escoamento dessas cargas. Atualmente, o DNIT está com 11 projetos em licitação para restauração e manutenção das BRs- 158, 163 e 364. As obras vão abranger um total de aproximadamente 1.900 quilômetros nos estados do Mato Grosso, Pará e Rondônia e terão investimento de mais de R$ 1,4 bilhão. Impende salientar, que a Autarquia possui, ainda, nove projetos aptos a serem licitados nas mesmas rodovias. Assim, quando forem contratados, outros 993 quilômetros serão recuperados. Além disso, o Órg
No Amapá, mais de 60% das estradas federais são de terra e lama

No Amapá, mais de 60% das estradas federais são de terra e lama

Notícias
Mais de 650 dos quase 1.100 quilômetros esperam por pavimentação. As rodovias federais no Amapá, que começaram a ser abertas há mais de 40 anos, ainda apresentam hoje em dia aspectos semelhantes à época em que foram implantadas, como atoleiros e falta de asfalto. A ausência de pavimentação nos mais de 1.100 quilômetros das BRs 156 e 210 chega a mais de 60% na extensão das rodovias, que cortam todo o estado. O dado foi informado pelo superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), no Amapá, Fábio Vilarinho, com base em levantamento atualizado no dia 15 de março de 2017, e disponível no site da instituição. Conforme o órgão federal que atua nas BRs, os trechos mais problemáticos são os que dão acesso às cidades do extremo do Amapá, como Oiapoque, no Nor
DNIT lança sistema de Supervisão Rodoviária Avançada – SUPRA

DNIT lança sistema de Supervisão Rodoviária Avançada – SUPRA

Notícias
Ferramenta dá mais agilidade à atualização das informações e à gestão de obras, garantindo maior transparência para a sociedade   É como se fosse o “Facebook” de cada obra. Assim comparou o diretor de Infraestrutura Rodoviária do DNIT, Luiz Antônio Garcia, ao anunciar, nesta quinta-feira (10/11), o SUPRA – Sistema de Supervisão Rodoviária Avançada, durante a abertura do workshop para apresentar a ferramenta e capacitar os fiscais das obras em andamento. O instrumento de gestão em plataforma web permitirá que cada atualização de dados de empreendimentos, dos cerca de 230 contratos atuais, seja compartilhada em tempo real entre as empresas supervisoras, gerenciadoras, superintendências regionais e coordenações de todas as diretorias do DNIT. Os dados também serão automaticamente atualizado
Fórum Permanente do Transporte se reúne em Brasília

Fórum Permanente do Transporte se reúne em Brasília

Notícias
O presidente da FETCESP, Flávio Benatti, participou da primeira reunião do Fórum Permanente do Transporte Rodoviário de Cargas deste ano, realizada na quarta-feira (24/2), no Ministério dos Transportes, em Brasília (DF). Na ocasião, Benatti observou que o Fórum entra em nova fase, adequada para analisar com profundidade os problemas do transporte rodoviário de cargas. Defendeu a ideia de uma discussão mais ampla sobre a reorganização do setor. “Precisamos buscar regras mais claras para a atividade, sobretudo nas responsabilidades e deveres de todos players da cadeia logística, que inclusive integram o Fórum. As questões que precisam de mais análises não se encerram com a proposta do marco regulatório que tramita na Câmara dos Deputados. Temos outras demandas, sobretudo na legislação
Conheça o curso do Sest Senat que habilita para trabalhar com cargas indivisíveis

Conheça o curso do Sest Senat que habilita para trabalhar com cargas indivisíveis

Notícias
Um dos serviços de transportes que requer especialização é o que trabalha com cargas indivisíveis. Mas, você sabe o que significa isso? Trata-se do transporte de uma peça unitária, com elevado peso específico, que também pode ter grandes dimensões, como, por exemplo, o transporte de guindastes, toras ou blocos de rocha. O Sest Senat oferece gratuitamente este treinamento para os profissionais do transporte. O instrutor Marcio Marchi, da Unidade de Florianópolis, explica os detalhes do curso. "O foco está na preparação do condutor frente aos riscos que este tipo de movimentação oferece. Utilizando como base as resoluções do Contran, bem como a regulamentação do DNIT, o motorista adotará um comportamento prevencionista, nivelando desta forma, os riscos existentes na atividade." March